ASSINE

Transporte público fica suspenso em todo o Espírito Santo por mais uma semana

Prorrogação da suspensão do transporte coletivo no Estado é válida até a próxima segunda-feira (12). Ônibus intermunicipais poderão circular com 50% da capacidade

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 02/04/2021 às 21h21
Quarentena no ES: ônibus do Transcol começaram a circular com letreiro
Quarentena no ES: ônibus do Transcol começaram a circular com letreiro "Especial Saúde". Crédito: Fernando Madeira

O transporte público coletivo permanecerá suspenso por mais uma semana no Espírito Santo, em uma tentativa de impedir aglomerações nos coletivos e, assim, frear o avanço da Covid-19 sobre o Estado. A informação foi divulgada pelo governador Renato Casagrande, durante pronunciamento virtual nesta sexta-feira (2), que complementou afirmando que a suspensão vale até a próxima segunda-feira (12).

Casagrande classificou o transporte público como um foco de transmissão da Covid-19, o que, segundo ele, justifica a decisão de prorrogar a suspensão. O governador afirmou que as linhas intermunicipais, por sua vez, poderão circular com capacidade reduzida em 50% e que os ônibus interestaduais também estão proibidos de trafegarem.

"Nós manteremos, na semana que vem, a suspensão do transporte público. De segunda-feira (5) até domingo (11), não teremos transporte público. É um foco de transmissão. Os ônibus intermunicipais poderão funcionar com 50% da capacidade. As linhas de transporte estaduais também ficarão suspensas", disse.

A secretária de Turismo do Estado, Lenise Loureiro, reiterou que o transporte público não funcionará durante os próximos nove dias em todo o Estado. A secretária acrescentou que, a partir do próximo dia 12, apenas os municípios classificados em risco extremo de transmissão da doença permanecerão com restrições.

"Nesta semana, o Transcol está suspenso, de segunda (5) até domingo (11) e retorna partir do dia 12. Da mesma forma, estão suspensos os transportes coletivo no Estado como um todo. A partir da segunda-feira (12), funciona normalmente e suspende aos sábados e domingos nos municípios em risco extremo. Em municípios de risco alto, o transporte coletivo pode voltar com controle das devidas medidas de segurança e higiene, no final de semana também. O transporte coletivo só tem mudanças no risco extremo", explicou.

Lenise Loureiro também chamou atenção para o escalonamento de utilização do transporte coletivo a partir do dia 12. Conforme informado no pronunciamento desta sexta-feira, trabalhadores da indústria deverão acessar os ônibus até as 7h, os dos serviços, das 7h às 9h, e comércio, das 9h até as 11h. 

Mapa de Risco da Covid-19 divulgado nesta sexta (2) trouxe 37 municípios em risco extremo, 39 em risco alto e 2 em risco moderado.
Mapa de Risco da Covid-19 divulgado nesta sexta (2) trouxe 37 municípios em risco extremo. Crédito: Divulgação/Governo do ES

E QUEM VAI TRABALHAR DE QUARTA A SEXTA?

Enquanto o transporte público não estiver disponível, segundo a secretária, os empresários cujos estabelecimentos puderem voltar ao funcionamento de acordo com as resoluções do governo estadual terão que providenciar transporte particular para os funcionários.

"Essa medida foi tomada de retorno com observação da pandemia. Aqueles que puderem voltar às atividades presenciais na quarta, quinta e sexta-feira, estão autorizados e terão que providenciar o transporte dos seus empregados. Na semana que vem, todos os empresários terão que se organizar quanto aos horários de entrada dos funcionários para ir ao encontro dos horários permitidos de entrada nos coletivos", concluiu.

A exceção, segundo Lenise Loureiro, são os trabalhadores da saúde, que poderão utilizar o transporte público coletivo em todo o Espírito Santo. O decreto que prorrogou a quarentena no Estado, publicado no último dia 25, diz que "fica permitido o funcionamento do Transcol e do transporte público coletivo municipais para o transporte de trabalhadores da saúde e para o atendimento de pessoas com deficiência que necessitem de locomoção para serviços de saúde".

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.