ASSINE

Após ES ultrapassar 8 mil mortes, Sesa atualiza situação da pandemia

Em nova coletiva de imprensa, o secretário Nésio Fernandes vai atualizar informações sobre o enfrentamento à Covid-19 no Espírito Santo; veja

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 09/04/2021 às 10h31

11:23

Fim da transmissão

Nésio Fernandes: "Este é um momento crítico, uma pandemia que existe e leva grande parte das pessoas que são infectadas pela doença a condições críticas e a óbito. O uso de máscaras com alto poder filtrante, evitar aglomerações, o lavar das mãos e, neste momento, não sair de casa, sem visitar, sem festas e sem qualquer atividade não-essencial nestes dias. É fundamental que todos tenhamos a clareza do momento em que vivemos. Seguiremos lutando e resistindo até o final dessa pandemia, até conseguirmos alcançar a imunização coletiva. Obrigado a todos".


11:17

Variante P1 é detectada em MG, em municípios vizinhos do ES

Nésio Fernandes: "Ontem, falei com o secretário da Saúde de Minas Gerais, onde ele informou a dificuldade em atender a alta pressão assistencial em municípios na fronteira com o Espírito Santo. Estabelecemos alguns diálogos e a partir das próximas semanas vamos avaliar este problema de maneira conjunta. Preciso declarar que estudos e levantamentos feitos mostram a circulação da variante P1 nos municípios mineiros vizinhos ao Estado do Espírito Santo. Não temos a variante P1 no Estado. Por conta da ausência de um controle de fronteiras, é possível que o Estado se torne vulnerável a circulação de outras variantes. Estamos orientando a todos os municípios capixabas, façam uma testagem massiva. Precisamos entender que a variante brasileira possui comportamento crítico na população jovem-adulta. Precisamos de atenção redobrada da sociedade capixaba".


11:10

Decisão sobre circulação do transporte coletivo deve ser anunciada hoje

Nésio Fernandes: "Em relação aos ônibus, estamos em discussão desse tema. Estabelecemos tecnologias de notificação em tempo real de casos suspeitos e confirmados de Covid. O cruzamento dos pacientes do transporte coletivo está em condições de funcionamento, no entanto há uma interrupção. Uma questão importante é que ao longo da pandemia, temos estabelecido contato direto com diversos secretários do país. Essa decisão deve ser tomada hoje na reunião da sala de situação".


11:06

Insumos para vacinação no ES estão abastecidos, argumenta subsecretário

Luiz Carlos Reblin: "Insumos de nossa responsabilidade estão abastecidos, e agora aguardamos a manutenção da distribuição da vacina. De fato, o Butantan tinha uma informação da possibilidade de não receber insumos, mas ontem houve nova informação de que esses insumos não faltariam, e que a previsão do mês de abril continua de 46 milhões de doses para o Brasil".


11:00

ES não corre risco de ficar sem oxigênio para pacientes, diz Nésio

Nésio Fernandes: "Ainda ao longo do ano passado, foram feitas avaliações da capacidade de armazenamento dos gases hospitalares no Estado. A principal iniciativa da experiência que ocorreu em alguns Estados no Brasil, estabeleceu a partir de dezembro um controle mais fino sobre isso. Nós reunimos os fornecedores de gases medicinais desde o ano passado, em reuniões documentadas, e estabelecemos uma pactuação com esses fornecedores, e conseguimos garantir inclusive um apoio adicional aos fornecedores que não possuem, no Espírito Santo, uma base produtora como a Arcelor. A preparação que o Estado estabeleceu com toda a rede, indústria e fornecedores, tem permitido que o Estado não sofra com a falta de oxigênio. Nós conseguimos a partir do planejamento e previsibilidade garantir que até o presente momento, a gente não corra esse risco".


10:56

Secretário afirma que ES não fará anúncios cotidianos sobre compra de vacinas

Nésio Fernandes: "Não iremos fazer anúncios cotidianos sobre a negociação da compra de vacinas. Mas deixamos aqui uma mensagem para tranquilizar a população de que o governo está tentando fazer a aquisição de vacinas. Quando isso acontecer, o governador Renato Casagrande vai se pronunciar. No entanto, não faremos anúncios parciais de negociações ainda não concluídas. Isso não é adequado".


10:54

Coletiva na quarta-feira (14) vai tratar de casos dos "fura-filas" do ES

Nésio Fernandes: "Na quarta-feira haverá uma coletiva específica para tratar somente dos fura-filas. Exigem uma coletiva inteira para apresentação dos casos consolidados. Será na próxima quarta-feira para tratar deste assunto, das denúncias em ouvidorias. Sobre isso, destaco a preocupação com a autorização para que a rede privada compre vacinas. Essa autorização é indevida e inadequada. Levará a novas dificuldades para aquisição de vacinas por parte do poder público. Não é adequado em um contexto de pandemia, rede pública competindo com a rede privada".


10:50

"Foi fundamental suspender cirurgias eletivas no ES", diz secretário

Nésio Fernandes: "Diversos fornecedores estão apresentando a possibilidade de um suprimento parcial dos pedidos feitos pelo Estado. Dentro da rede estatal dos hospitais públicos, existe maior estabilidade dos kits de intubação. Na rede filantrópica e privada, existe maior dificuldade. Temos a expectativa de que ocorra o abastecimento pleno para suprir as UTIs com medicamentos necessários. Foi fundamental suspender as cirurgias eletivas, cabe destacar que as medidas que o governo adotou contribuiu para que a saúde privada pudesse ter melhores condições".


10:45

Sesa vai divulgar ocupação nos hospitais da rede privada do ES

Nésio Fernandes: "A partir de hoje, estaremos publicando o painel da ocupação de leitos dos hospitais privados do Espírito Santo. Não divulgamos o painel  nessa semana porque diversos hospitais não alimentaram com regularidade o censo. No entanto, decidimos nesta manhã a publicação do painel nesta tarde independente disto. Iremos divulgar o censo na tarde de hoje com a totalidade de hospitais que informaram sua ocupação, e decidiram dar transparência sobre os hospitais. Também informaremos quais unidades não enviaram os dados".


10:44

Nésio Fernandes lamenta marca de 8 mil mortes no ES

Nésio Fernandes: "Alcançamos 8 mil perdas de vida. Temos sensibilidade humana. Não escondemos os mortos, óbitos, e não tratamos nenhum tipo de teoria conspiratória sobre o trabalho produzido por médicos, enfermeiros, todos os profissionais da Saúde. Nós temos mostrado uma notificação real, objetiva, científica. Utilizar-se dos indicadores de óbitos para constituir teorias conspiratórias e colocar em dúvida a pandemia, o impacto real dela na vida das famílias, não é adequado para qualquer líder político. Queremos nos sensibilizar com todos que perderam um familiar. Para nós, é duro perder pessoas idosas, adultas, jovens. Por doença que sabemos que ela pode ser evitada".

Espírito Santo SESA Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo nesio fernandes Pandemia

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.