ASSINE

ES avalia dar quarta dose de vacina contra a Covid-19 a partir de 2022

Governador aponta que outros países também estudam essa possibilidade e ressalta que pandemia não vaia acabar tão cedo

Tempo de leitura: 2min
Publicado em 25/11/2021 às 18h03
Vacinação contra a Covid-19
Vacinação contra a Covid-19 deve ganhar mais doses em breve. Crédito: Walterson Rosa/MS

O governo do Espírito Santo analisa a aplicação de uma quarta dose de vacina contra a Covid-19 no ano que vem. Segundo o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, essa é uma tendência em outros países e o Estado ainda lidará com o efeito da pandemia durante muitos anos.

"Não teremos quarta onda (de contaminação) se conseguirmos avançar e ter vacina para ir reforçando. O reforço da terceira dose é um, mas já tem país fazendo a quarta dose. A pandemia é um problema que nós não vamos sair dele com facilidade, não vai ficar para trás", disse.

Cientistas e especialistas em saúde já sabem que o poder de proteção dos imunizantes cai ao longo do tempo, principalmente entre os mais vulneráveis, como idosos e pessoas que tomam remédios imunossupressores, como aquelas em tratamento contra o câncer. As autoridades sanitárias dos Estados Unidos já preveem a dose extra para esse público.

Israel também se prepara para garantir doses suficientes para uma quarta aplicação, caso seja necessário. No Brasil, o governo de São Paulo também faz estudos no mesmo sentido.

No início de novembro, o secretário de Saúde do Estado, Nésio Fernandes, afirmou que o imunizante contra a Covid-19 deve entrar de forma permanente no calendário vacinal. Ele ressaltou, porém, que serão feitos estudos em 2022 para analisar se será preciso vacinar todos os públicos em todos os anos.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.