Em um mês, interior do ES tem aumento de até 7 vezes no número de casos de Covid-19

Levantamento realizado desde o início da pandemia no Espírito Santo revela o salto no volume de infectados em municípios fora da Grande Vitória

Publicado em 19/06/2020 às 21h15
Atualizado em 19/06/2020 às 21h59
No mundo pós-coronavírus, tendência é que o distanciamento social continue existindo embora as pessoas passem a valorizar mais os contatos pessoais
Distanciamento social está baixo nos municípios do interior, favorecendo ao aumento no número de casos. Crédito: Gerd Altmann/Pixabay

Os levantamentos mais recentes no Espírito Santo indicam que o coronavírus avança com velocidade por municípios do interior, e a evolução da Covid-19 pode ser demonstrada em números. No início da pandemia, o crescimento seguia um ritmo menor, mas, no último mês, houve um salto no registro de pessoas com a doença nas cidades fora da Grande Vitória. Algumas apresentam até sete vezes mais casos no intervalo de apenas 30 dias. 

Esse é o caso de Linhares, no Norte do Estado, onde havia 118 moradores infectados no dia 19 de maio e, nesta sexta-feira (19), chegou a 934 pessoas. O município é o  terceiro em volume de registros no interior, ficando atrás de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul, com 1.141 casos, e Colatina, no Noroeste, com outras 991 confirmações. Estas cidades também tiveram um aumento expressivo de ocorrências no último mês, assim como São Mateus, o quinto no ranking de mais pacientes infectados com a Covid fora da Região Metropolitana

O secretário de Saúde de Linhares, Saulo Meirelles, ressalta que a administração municipal passou a realizar testes para detecção do coronavírus este mês, ampliando a cobertura de exames feitos pela rede pública. A medida, segundo ele, contribuiu para que mais pessoas fossem diagnosticadas com a doença, impulsionando os números do município. 

Questionado sobre o comportamento da população em relação às medidas de segurança para conter o avanço da Covid-19, Meirelles observa que ainda existe dificuldade no convencimento de parte dos moradores para seguir as normas. "A conscientização coletiva, num curto espaço de tempo, não é fácil. Nossa  taxa de isolamento está na faixa de 40,44%; ainda é baixa. E, aliada ao maior volume de testes, certamente contribuiu para o aumento dos casos no município."

Essa é uma dificuldade também encontrada em Cachoeiro de Itapemirim, onde a média do distanciamento está em 43%. No maior município do Sul capixaba, região onde a oferta de leitos de UTI está no limite, houve um aumento de 4,5 vezes na quantidade de casos. "Os números no município são preocupantes e as pessoas precisam entender que, hoje, a melhor vacina é o isolamento social", frisa Ruy Guedes Junior, coordenador municipal do Sistema de Comando de Operações, em entrevista para a TV Gazeta Sul. 

A cidade de Colatina também está realizando mais testes, que acabam contribuindo para a ampliação de diagnósticos, porém, como os demais municípios, sofre com a baixa adesão ao isolamento. Em nota, a prefeitura lamenta que o aumento de casos é expressivo tanto em letalidade quanto no número de pacientes internados. O município de São Mateus, no Norte do Estado, teve um incremento de mais de três vezes na quantidade de infectados pelo coronavírus, mas a administração municipal não deu retorno à demanda para avaliar a situação. 

Com o aumento de casos, a incidência de pacientes graves também cresce e, consequentemente, o número de mortes evolui de maneira expressiva. Em São Mateus, passou de três para 13 óbitos no intervalo de 30 dias. Em Cachoeiro, a quantidade de óbitos mais que dobrou, chegando a 36. Colatina e Linhares totalizam, cada um, 19 moradores que perderam a batalha para a Covid-19, grande parte neste último mês. 

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.