ASSINE

Covid-19: taxa de transmissão aponta que ES terá aumento de internações e óbitos

De acordo com os dados compilados pelo Núcleo Interinstitucional de Estudos Epidemiológicos (NIEE), desde à véspera do Carnaval, taxa de transmissão do ES já indicava para o fim da estabilização

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 05/03/2021 às 20h10
Hospital Jayme Santos Neves, na Serra, recebe trinta e seis pacientes com Covid-19 vindos de Manaus
Hospital Jayme Santos Neves, na Serra, é referência para atendimento a pacientes com Covid-19. Crédito: Fernando Madeira

O ritmo de contágio (Rt) do novo coronavírus no Espírito Santo indica uma mudança de momento da doença. Se antes o Estado vivia uma tendência de estabilização, os últimos dados compilados pelo Núcleo Interinstitucional de Estudos Epidemiológicos (NIEE), que correspondem à realidade na pandemia no dia 12 de fevereiro, véspera o Carnaval,  apontam para um aumento de internações e óbitos.

A expectativa é sempre a de que o Rt se mantenha abaixo de 1. Acima de 1, significa que 100 indivíduos infectados podem passar a doença para mais de 100 pessoas. No dia 5 de fevereiro, por exemplo, a taxa chegou a 0,87,ou seja, 100 infectados eram capazes de transmitir o vírus para mais 87 pessoas. 

No dia 12 do mesmo mês, a última taxa disponível era 0,86, isto é, cada 100 pessoas transmitiam o vírus para 86. No caso da Grande Vitória, os números apresentaram um aumento. No dia 5 de fevereiro, o Rt era 0,86, quando 100 pessoas infectam 86. Na semana seguinte, no dia 12, a taxa era 0,93. Isto quer dizer que um grupo de 100 indivíduos poderia atingir mais 93 com a doença. 

Entretanto, nos municípios do interior do Estado o cenário foi de redução. O relatório do Núcleo Interinstitucional aponta que no dia 5 de fevereiro a taxa de transmissão da região era 0,91, ou seja, 100 pessoas contaminavam 91. Uma semana depois, no dia 12 de fevereiro, a taxa era 0,79, quando o mesmo grupo formado por 100 pessoas podia infectar outras 79.

Na avaliação de um dos membros do NIEE e professor do Departamento de Matemática da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Etereldes Gonçalves, as taxas de transmissão apontam o fim da tendência de redução dos casos confirmados da doença, e consequentemente, dos óbitos provocados pela infecção do coronavírus.

Etereldes Gonçalves

Membro do NIEE

"Estamos vendo uma tendência no aumento das internações e mudança na tendência dos óbitos. A queda da curva que víamos desde o final de dezembro já apresenta alteração consolidada da tendência para platô. Isso significa que pode voltar a subir, o que é o mais provável, uma vez que a curva de internados voltou a subir. Automaticamente, os óbitos começam a subir entre 10 a 12 dias depois"

REFLEXO DO CARNAVAL SERÁ OBSERVADO EM DUAS OU TRÊS SEMANAS

Pablo Lira, diretor de Integração e Projetos Especiais do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) ressalta que os dados apresentam uma defasagem temporal em virtude da data de coleta das informações no Painel Covid-19, ferramenta do governo do Estado. Segundo ele, o comportamento da pandemia durante o carnaval poderá ser observado em um intervalo de duas a três semanas.

"Esses dados têm uma defasagem temporal, pois relaciona os índices do dia 12 de fevereiro, segunda semana daquele mês. Portanto, eles ainda não captam os possíveis efeitos das aglomerações de carnaval, mas demonstram que estávamos com taxa de transmissão abaixo de 1 no Estado", pondera.

Taxa de transmissão da Covid-19 no ES

Taxa de transmissão do coronavírus
Taxa de transmissão do coronavírus no interior. IJSN
Taxa de transmissão do coronavírus
Taxa de transmissão do coronavírus no Espírito Santo. IJSN
Taxa de transmissão do coronavírus
Taxa de transmissão do coronavírus na Grande Vitória. IJSN
Taxa de transmissão do coronavírus na Grande Vitória
Taxa de transmissão do coronavírus na Grande Vitória
Taxa de transmissão do coronavírus na Grande Vitória

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.