ASSINE

Covid-19 no ES: migração para risco "muito baixo" será definitiva

Segundo o governador Renato Casagrande, se alguma das  10 microrregiões administrativas alcançar a classificação de risco muito baixo, entrará em nova fase de gestão da pandemia

Vitória
Publicado em 06/10/2021 às 20h31
Mapa das microrregiões para o novo mapa de risco da Covid-19
Mapa das microrregiões para o novo mapa de risco da Covid-19. Crédito: Governo do ES

Os municípios que migrarem para o risco muito baixo de transmissão da Covid-19 na nova Matriz de Risco, anunciada nesta quarta-feira (6) pelo governador Renato Casagrande, permanecerão nesta mesma classificação. 

Durante o pronunciamento, o chefe do Executivo Estadual explicou que o Espírito Santo tem 10 microrregiões administrativas, e que se alguma delas alcançar a classificação de risco muito baixo (representada pela cor azul), entrará em uma nova fase de gestão da pandemia e não retornará para outra classificação — a não ser que o Estado passe por uma nova crise por conta do novo coronavírus.

Ao contrário de como funciona atualmente, essa nova categoria de risco não será aplicada unicamente a um município, mas às microrregiões capixabas. Os dados da vacinação contra a Covid-19 nas cidades do Estado serão fatores principais para que a classificação de "risco muito baixo" seja alcançada. As microrregiões são:

  1. Caparaó 
  2. Central Sul 
  3. Centro-Oeste 
  4. Rio Doce 
  5. Central Serrana 
  6. Litoral Sul 
  7. Metropolitana 
  8. Nordeste 
  9. Noroeste 
  10. Sudoeste-Serrana

Casagrande também informou que, para uma região alcançar o risco muito baixo, 80% da população acima dos 18 anos precisa estar vacina com as duas doses; 90% da população dos adolescentes de 12 a 17 anos precisa ter a primeira dose e 90% dos idosos precisam estar vacinados com a terceira dose.

"Quando migrar para risco muito baixo, ela não volta mais para os outros riscos. Ela vai permanecer permanentemente no risco muito baixo. A não ser que venha uma outra crise. Para os municípios migrarem para o risco muito baixo, além dos percentuais, precisam ter pontos de testagem livres. Unidade de Saúde, Pronto-Socorro, algum local que o município organize", afirmou Casagrande.

O DOCUMENTO

Covid-19: nova Matriz de Risco para o ES

Veja documento divulgado pelo Governo do ES que mostra ponto a ponto o que muda a partir de 8 de novembro

COBERTURA VACINAL NESTA QUARTA (06)

EVENTOS LIBERADOS NAS REGIÕES DE "RISCO MUITO BAIXO"

A partir de 8 de novembro, municípios que estiverem nas regiões de risco muito baixo poderão realizar eventos com a capacidade máxima de pessoas que o local permita, determinada pelo Corpo de Bombeiros. Todos, no entanto, devem estar de máscaras e comprovar que estão vacinados contra a Covid-19.

REVEJA O PRONUNCIAMENTO

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.