ASSINE

Covid-19: infecção por cepa de Manaus é investigada no interior do ES

Casos de moradores de São Roque do Canaã que apresentaram sintomas após terem contato com pessoas vindas do Amazonas estão em análise

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 05/02/2021 às 13h16
Atualizado em 05/02/2021 às 18h24
Coronavírus
Coronavírus: vírus sofreu mutações. Crédito: Pixabay

O governo do Espírito Santo está investigando possíveis casos de infecções pela variante do coronavírus identificada em Manaus (AM) no interior do Estado. De acordo com o secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, moradores do município de São Roque do Canaã, na região Noroeste, tiveram contato com pessoas vindas do Amazonas e começaram a apresentar sintomas da doença. 

Os casos em análise não têm qualquer relação com os pacientes de Manaus transferidos para se tratarem no Espírito Santo, segundo o secretário. 

Durante entrevista à Fernanda Queiroz, na Rádio CBN Vitória, nesta sexta-feira (5), Nésio explicou que as amostras biológicas dessas pessoas foram encaminhadas para a Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz), onde serão analisadas para identificar se tratam-se de infecções pela nova cepa ou não.

Nésio Fernandes

Secretário de Estado de Saúde

"Eles tiveram contato com pessoas oriundas do Amazonas que tiveram sintomas enquanto estiveram no Espírito Santo, depois também passaram a desenvolver sintomas e foram devidamente investigados. Ainda não sabemos se é a cepa de Manaus, isso precisa ser analisado pela Fiocruz"

O secretário informou também que casos com resultado inconclusivo analisados desde outubro de 2020 passarão por nova análise biológica. "Nós identificamos em São Roque do Canaã e em outros municípios pessoas que tiveram relação com pessoas oriundas de Manaus e que estão sintomáticas. Estamos rapidamente identificando esses casos e tratando de bloquear e enviar para sequenciamento na FioCruz as amostras biológicas para confirmar a circulação de novas cepas no Espírito Santo. Além disso, os casos que apresentaram resultados inconclusivos desde o ano passado também são suspeitos de variações de cepas e foram enviados para investigação e sequenciamento genético", detalhou Nésio. 

O secretário ainda garantiu que o Espírito Santo está adquirindo tecnologia que permitirá a identificação de variantes da Covid-19 por laboratórios do Estado, o que deve ser feito ainda no primeiro semestre deste ano. Até lá, porém, ainda preciso contar com o auxílio de outros laboratórios para as testagens.

"Nós estamos adquirindo equipamentos para sequenciamento genético, que devem chegar e ser implantados até meados do mês de maio, a partir de quando a gente deve conseguir fazer no nosso Estado o sequenciamento. Até lá, nós dependemos da colaboração com outros laboratórios", complementou.

MONITORAMENTO DE VOOS

Para que haja um controle e rastreio da circulação de pessoas que vieram do Amazonas para o Espírito Santo, o secretário de Saúde Nésio Fernandes contou que está solicitando às companhias aéreas informações sobre passageiros que entraram no Estado vindos do Norte do país desde outubro de 2020. Nésio reconhece que não houve, em todo o Brasil, um controle da circulação dessas pessoas, o que pode ter contribuído para espalhar a variante do coronavírus.

"Nós estamos solicitando às companhias aéreas a quantidade de passageiros que viajaram para o Espírito Santo com passagens compradas de Manaus para Vitória desde outubro (de 2020). Estamos aguardando a relação destas pessoas e, de fato, há uma circulação importante de passageiros já reconhecida em voos comerciais oriundos de Manaus em todos os estados do Brasil. O país não fez um controle dos aeroportos, um controle de fronteira, capaz de impedir a circulação", disse.

O secretário também destacou que, com a transferência dos 36 pacientes de Manaus infectados pela Covid-19 para receber tratamento no Espírito Santo, foi montada uma operação para que fosse evitado ao máximo o contágio de capixabas. Um monitoramento rigoroso foi feito para que, em casos de contaminação, a pessoa fosse rapidamente identificada, isolada e testada.

Espírito Santo Manaus (AM) SESA Coronavírus Coronavírus no ES Covid-19 espírito santo Pandemia Mutação do Coronavírus

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.