ASSINE

Covid-19: Cachoeiro publica novas regras para funcionamento de igrejas

Os novos critérios já estão em vigor e devem ser seguidos a partir desta quinta-feira (30)

Publicado em 30/04/2020 às 20h03
Cachoeiro publica novas regras para funcionamento de igreja na cidade
Cachoeiro publica novas regras para funcionamento de igreja na cidade. Crédito: Prefeitura de Cachoeiro/Divulgação

Os templos religiosos de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, deverão seguir novas regras, a partir desta quinta-feira (30). A prefeitura já havia autorizado o funcionamento das igrejas, mas publicou novos critérios a serem cumpridos durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Segundo o novo decreto, a quantidade de pessoas dentro dos templos não pode exceder 30% da capacidade do local e os assentos devem ser alternados entre as fileiras de bancos e cadeiras, que devem ser isolados nos lugares não ocupados.

Além disso, todas as pessoas que entrarem nos templos religiosos deverão estar de máscaras, independente se terão ou não contato direto com público, e higienizar as mãos com produtos recomendados como álcool em gel 70% ou utilizando água com sabão.

A prefeitura reforça que todas as áreas precisarão estar ventiladas e é necessário disponibilizar álcool em gel 70% em dispensadores em todos os locais estratégicos das igrejas, como porta de acesso, secretaria, confessionários, corredores e salas de gravação e transmissão de cultos e missas.

Os templos também deverão ser higienizados e desinfetados, principalmente áreas de maior contato, como maçanetas, instrumentos, materiais de escritório, balcões, corrimãos, interruptores, banheiros e pisos. Todas estas regras devem estar fixadas em locais visíveis e qualquer pessoa que apresentar sintomas da Covid-19 não poderá participar dos cultos e liturgias.

“O governo estadual já havia permitido, com restrições, a realização de atividades em espaços religiosos. O que estamos fazendo agora é estabelecer critérios claros de funcionamento em nível municipal, garantindo, minimamente, que as práticas confessionais sejam realizadas de forma segura, tanto para os fiéis, quanto para os funcionários de igrejas e templos”, explica o prefeito Victor Coelho.

GRAVAÇÕES E TRANSMISSÕES

De acordo com a prefeitura, se as igrejas optarem por gravações e transmissões de cultos e missas on-line fora do horário das celebrações com público, estas só poderão ser feitas com a presença de no máximo cinco pessoas, mantendo distanciamento mínimo de 1,5 metro e, durante este período, os atendimentos individuais deverão ser interrompidos.

CELEBRAÇÃO DA CEIA

Nos dias em que houver partilha de pão e vinho ou celebração de comunhão, a prefeitura estabeleceu que os elementos só poderão ser partilhados após a higienização das mãos com álcool em gel dos pastores, presbíteros ou ministros da eucaristia. 

ATENDIMENTOS INDIVIDUAIS

Ainda segundo a prefeitura, os atendimentos individuais podem ocorrer com agendamento e respeitando a distância de 1,5m. Quem for do grupo de risco, só poderá ser atendido em sua residência.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.