ASSINE

Coronavírus: veja quais prefeituras do ES já cancelaram a queima de fogos

Governo estadual recomendou cancelamento dos shows pirotécnicos a fim de evitar aglomeração, medida que já foi seguida por alguns municípios

Publicado em 02/12/2020 às 15h06
Atualizado em 14/12/2020 às 07h29
Queima de fogos em Camburi, no Réveillon 2019
Queima de fogos em Camburi, no réveillon 2019. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

A pandemia do novo coronavírus, que começou no início de 2020, vai afetar também as tradicionais queimas de fogos e os eventos promovidos pelas prefeituras capixabas para a virada do ano. O governo estadual recomendou o cancelamento dos shows pirotécnicos a fim de evitar aglomeração, medida que já foi seguida por alguns municípios. 

Desde o início da pandemia de coronavírus, shows, eventos públicos, boates, festas de grandes proporções não estão permitidos. O governo do Estado vem prorrogando a proibição com novos decretos, o último deles publicado nesta terça-feira (01) em edição extra do Diário Oficial do Estado. A queima de fogos, porém, não está proibida embora o governo não recomende.

"O decreto veda a realização de grandes eventos, veda a utilização de espaços como boates e casas de show e nós fizemos uma recomendação para que neste momento difícil não haja queima de fogos nas praias. Não é uma proibição, é uma recomendação. Cada cidade vai ter que avaliar a realização ou não deste tipo de atividade", explicou subsecretário de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin,  em entrevista à TV Gazeta.

Por nota, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirmou que todas as medidas de restrição são qualificadas de acordo com o mapeamento de risco e que elas visam à necessidade de adoção de ações coordenadas para enfrentamento da emergência em saúde pública causada pela Covid-19.

"Quanto a atividades com shows pirotécnicos, a Sesa recomenda que não ocorram para evitar aglomerações. Tais atividades não são adequadas diante do atual contexto da pandemia no Espírito Santo", diz a nota.

O QUE DIZEM AS PREFEITURAS DO LITORAL

Vitória, Vila Velha e Anchieta decidiram por não fazer queima de fogos nem shows.  Por recomendação do Ministério Público do Espírito Santo e orientação do governo do Estado, a Prefeitura da Serra disse que vai suspender todas as festividades de final de ano previstas no calendário cultural, para evitar aglomerações que ofereçam risco à saúde coletiva. O município de São Mateus informou que não há nada definido, mas que deve seguir as orientações que o governo do Estado determinar.

Já a Prefeitura de Guarapari, que chegou a confirmar a queima de fogos, também decidiu cancelar o evento por causa do avanço da Covid-19.

As prefeituras de Marataízes e Piúma informaram que ainda não definiram sobre o réveillon e, por enquanto, não tem evento programado. Já em Presidente Kennedy, a prefeitura comunicou que não irá realizar eventos ou queimas de fogos.

Nas praias de Itapemirim, os shows já foram descartados pela prefeitura, que vai analisar, junto ao governo do Estado, a possibilidade de fazer a queima de fogos de forma segura. As demais cidades do litoral capixaba ainda não responderam se terão programação de réveillon. Assim que responderem, esta matéria será atualizada; 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.