ASSINE

Com 90% dos leitos de UTI ocupados, Aracruz reforça proibições no carnaval

Em meio a uma ocupação de 90% dos leitos de UTI destinados à Covid-19, a cidade reforça as proibições para evitar aglomerações no carnaval

Rede Gazeta
Publicado em 12/02/2021 às 10h31
Aracruz cancela carnaval e anuncia ofensiva contra aglomerações
Aracruz cancela carnaval e anuncia ofensiva contra aglomerações. Crédito: Arquivo/Secom/Aracruz

Aracruz, no Norte do Espírito Santo, está com ocupação de 90% nos leitos de UTI destinados a pacientes com a Covid-19. Em meio a uma forte pressão sobre o Hospital Maternidade São Camilo, onde são internados os pacientes com coronavírus na cidade, o município reforça as proibições para o carnaval.

Em anúncio veiculado nas redes sociais, a Prefeitura de Aracruz evidencia que a ocupação dos leitos no Hospital São Camilo está alta e busca conscientizar os moradores e turistas sobre aglomerações no carnaval.

Com 90% dos leitos de UTI para a Covid-19 ocupados, Aracruz reforça proibições no carnaval
Com 90% dos leitos de UTI para a Covid-19 ocupados, Aracruz reforça proibições no carnaval. Crédito: Divulgação

Na publicação, os dados sobre a ocupação de 90% dos leitos se referem à quinta-feira (11), mas segundo a assessoria do Hospital São Camilo, a ocupação se mantém no mesmo percentual nesta sexta-feira (12). O painel de ocupação de leitos, divulgado pelo governo do ES, mostra que dos 10 leitos de UTI disponíveis no hospital, 9 estão ocupados. Os dados foram atualizados às 16h50 desta quinta-feira (11). No último mapa de risco, Aracruz aparece em risco moderado.

AS PROIBIÇÕES PARA O CARNAVAL

  • Realização de eventos e atividades que possam gerar aglomerações, tais como shows (incluído os pirotécnicos), blocos de carnaval e afins, ainda que previamente autorizadas e independente do número de pessoas;
  • Proibição no âmbito da Administração Pública Municipal, de realizar quaisquer despesas, repasses ou assunção de dívidas na realização de eventos com finalidades carnavalescas, incluindo contratação de shows artísticos, sejam por meio de contratações diretas, transferências voluntárias, convênios, patrocínios ou qualquer outra forma que implique destinação de recursos públicos para tal finalidade; 
  • Veículos com utilização de equipamento fixo ou móvel que reproduza ou amplifique o som em vias públicas;
  •  Proibição de utilizar equipamento fixo ou móvel em residências, que reproduza ou amplifique o som em níveis de intensidade acima de 55dB (A) no horário diurno e 50dB (A) no horário noturno;
  • Uso de caixa de som nas praias do município;
  • Música ao vivo ou por equipamento de som nos bares e restaurantes;
  • Entrada de ônibus, micro-ônibus, vans de turismo ou excursão no município.

Segundo a prefeitura, as equipes de fiscalização aplicarão multas instituídas nas legislações vigentes, no caso de descumprimento das normas, bem como das regras previstas no decreto. A reportagem de A Gazeta questionou sobre quais serão os valores das multas aplicadas em caso de violação ao decreto e aguarda o retorno da prefeitura. 

O último boletim epidemiológico mostra que Aracruz possuía, até esta quinta-feira (11), 10.055 casos de Covid-19 confirmados, 9.160 curados e 128 óbitos. O município já aplicou 4.442 doses da vacina, das quais 2.228 foram aplicadas em indígenas, 1.913 em trabalhadores da saúde, 109 em idosos institucionalizados e 192 em idosos com 90 anos ou mais.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Aracruz Carnaval Coronavírus aracruz ES Norte

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.