Carnaval no ES: governo e prefeituras prometem blitz contra aglomeração

Assim como as prefeituras, a Secretaria de Estado da Segurança Pública também está planejando ações para garantir o distanciamento social no período

Vitória
Publicado em 22/01/2021 às 20h13
Fiscalização da Prefeitura de Vitória, junto com a Guarda Municipal, a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros, orienta bares da rua da Lama a fecharem devido às regras para evitar a disseminação do coronavírus
Governo do Estado deve promover ações de fiscalização integradas com as prefeituras. Crédito: Vitor Jubini

Para impedir aglomeração durante o carnaval, o governo do Estado e os municípios da Grande Vitória prometem intensificar a fiscalização no período festivo. Os eventos não serão autorizados em nenhuma cidade capixaba por causa da expansão da segunda fase da pandemia do coronavírus. O anúncio foi feito pelo secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes.

Os eventos que envolvem um elevado número de pessoas, o que geralmente acontece no carnaval, já estavam proibidos desde a chegada da pandemia, em março de 2020. No entanto, na virada do ano houve aglomeração,  pessoas sem máscara e desrespeito ao distanciamento social recomendado pelos especialistas em saúde.

Em Guarapari, a Polícia Militar encerrou uma festa clandestina na Praia do Morro usando spray de pimenta e gás lacrimogêneo. O caso aconteceu no dia 3 de janeiro, quando o município estava enquadrado como risco alto de contágio para o coronavírus, conforme classificação do mapa de risco da Covid-19.

Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) foi questionada quanto às ações que serão realizadas pela Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros no próximo mês. Por nota, o órgão de segurança informou que as medidas ainda estão sendo planejadas.  "Mais detalhes serão divulgados após a finalização dos trabalhos", finalizou.

PONTO FACULTATIVO

O governador Renato Casagrande decretou ponto facultativo na segunda-feira do dia 15 de fevereiro, na terça-feira de carnaval (16 de fevereiro) e até as 12h da Quarta-Feira de Cinzas (17). A decisão foi publicada sexta-feira (22) no Diário Oficial.

Em Vitória, o prefeito Lorenzo Pazolini decidiu que o carnaval não será ponto facultativo no município. O expediente para os servidores na PMV será normal entre os dias 15 e 17 de fevereiro. A prefeitura foi acionada para comentar como vai impedir aglomeração, mas não respondeu até a data de publicação do conteúdo.

Em Cariacica, haverá fiscalização durante todo o período. Quem flagrar aglomeração pode ligar no 0800-283-9255, que funciona de segunda a sexta-feira, das 12h às 6h, e aos finais de semana e feriados 24 horas por dia. "Os organizadores que insistirem em promover festas, poderão ser penalizados e as sanções administrativas cabíveis serão adotadas", alertou a administração, por nota.

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente da Serra garantiu que a fiscalização "estará nas ruas todos os dias para cumprir à risca o decreto do governo do Estado que proíbe aglomerações e eventos com mais de 300 pessoas", diz a nota.

O Poder Executivo municipal planeja ações integradas da Guarda Municipal e do Departamento de Trânsito, em conjunto com as equipes da fiscalização municipal, Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros.

O setor de inteligência da Guarda Municipal de Vila Velha respondeu que ainda está elaborando a estratégia para atuar no período de carnaval. Assim como nos demais municípios, o foco será evitar a aglomeração e evitar novas infecções pelo vírus.

Em Viana, a Guarda Municipal e a Defesa Civil irão cumprir as orientações da matriz de risco da Sesa e as demais diretrizes de enfrentamento ao coronavírus. Em Guarapari, o município afirma que está seguindo as diretrizes estaduais.

"Os eventos festivos estão proibidos. A fiscalização estará atenta para coibir qualquer movimentação que possivelmente aconteça aglomeração e eventos clandestinos. As ações de fiscalização estão ocorrendo desde início do verão e estão programadas até o final de fevereiro, contando com apoio do Estado, junto a fiscalização municipal", informou a nota.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.