ASSINE

Caixa vai abrir concurso com mil vagas e convocar empregados já aprovados

Banco também prevê contratação de 5,2 mil estagiários e aprendizes. Reforço faz parte do plano de expansão que prevê a inauguração de 250 novas agências até o final de 2021

Publicado em 19/07/2021 às 19h55
Vitória - ES - Movimentação em frente agência da Caixa Econômica na Reta da Penha para retirada do benefício do Governo Federal.
Agência da Caixa Econômica na Reta da Penha, em Vitória. Crédito: Vitor Jubini

Caixa Econômica Federal anunciou nesta segunda-feira (19) a contratação de 10 mil novos colaboradores, entre empregados e terceirizados, para fortalecer a rede de atendimento do banco. Serão 4 mil empregados, 5,2 mil estagiários e adolescentes aprendizes, e cerca de 800 recepcionistas e vigilantes. O reforço faz parte do plano de expansão que prevê a inauguração de 250 novas agências até o final de 2021.

Do total, está prevista a contratação de 4 mil empregados próprios ao todo, sendo que 3 mil deles serão convocados do concurso vigente, a depender ainda de autorização da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) para ampliação do quadro de pessoal.

Além disso, haverá mil vagas para pessoas com deficiência (PcD) em concurso específico para esse público, com previsão de lançamento de edital até setembro deste ano.

As vagas de estágio serão providas por candidatos que já foram aprovados em processo de seleção realizado pelo Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). Caso seja identificada a necessidade de abertura de mais vagas, novas seleções poderão ser feitas pelo CIEE futuramente.

Já a contratação de aprendizes para atuação na Caixa ocorrerá por meio de parceria com entidades sem fins lucrativos, selecionadas por meio de chamada pública e conveniadas para essa finalidade, conforme a Lei de Aprendizagem.

Os serviços de vigilância e recepção serão feitos através da contratação de empresas especializadas. "A Caixa ressalta que a alocação de serviço de vigilância e recepcionistas ocorrerá em todo o território nacional, variando de acordo com a demanda das unidades", informou o banco.

* Com informações da Caixa

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.