ASSINE

Ifes vai abrir 2.850 vagas para cursos gratuitos de programação de computadores

Oportunidades serão destinadas a estudantes do ensino médio da rede pública e jovens e adultos sem profissão ou que querem mudar de área de atuação

Tempo de leitura: 3min
Vitória
Publicado em 03/05/2022 às 20h24
Atualizado em 03/05/2022 às 20h24
Mulher usa computador
Mercado de tecnologia passa pela fase do pleno emprego. Crédito: Cookie Studio/Freepik

Estudantes do ensino médio da rede pública e jovens e adultos sem profissão ou que querem mudar de área de atuação poderão fazer cursos de graça voltados para o setor de tecnologia no Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes). Serão 2.850 vagas para programação de software em dois programas, desenvolvidos em parceria com a Associação Capixaba de Tecnologia (Act!on).

Segundo o presidente da entidade, Emílio Barbosa, a iniciativa visa atender a demanda do setor, que sofre com a falta de mão de obra qualificada. Ele explica que este é um problema enfrentado no mundo todo e que os processos de formação não dão conta da demanda que as empresas precisam.

“O Espírito Santo perde profissionais para os grandes centros, que têm salários mais atrativos. Outro problema é que, com o home office, as empresas estrangeiras também passaram a contratar trabalhadores brasileiros. Esses fatores fizeram com que a Act!on buscasse construir um programa para aumentar a quantidade de profissionais e prepará-los para o mercado”, comenta.

A primeira iniciativa é o Programe-se. Este formato contará com 550 vagas, para uma formação com duração de dois semestres, sendo 40% da carga horária presencial e 60% a distância. A expectativa é desenvolver nos alunos o interesse na área de Tecnologia da Informação (TI).

As oportunidades serão destinadas a alunos do ensino médio de escolas públicas parceiras do Ifes. A formação, conforme a Act!on é para preparar programadores de software e para isso serão utilizadas variadas abordagens pedagógicas como, robótica e jogos digitais. A ideia é inserir os jovens estudantes, em estágio inicial de formação, no mercado de tecnologia.

A previsão inicial é de que o Programe-se atenda os municípios de Alegre, Barra de São Francisco, Colatina, Linhares, São Mateus e Guarapari, sendo este último núcleo com duas turmas, com uma exclusiva para as meninas.

“Cada uma das unidades do Ifes terá uma proposta pedagógica. O intuito dessa qualificação é estimular jovens e mulheres a buscarem a tecnologia como carreira. O setor está no pleno emprego”, ressalta Barbosa.

Já o Reprograme-se será 100% on-line e será destinado a jovens e adultos, sem limite de idade, que já passaram pelo ensino médio, ou queiram mudar de área em busca de melhores oportunidades.

Neste caso, serão 2.300 vagas ofertadas para 16 municípios: Alegre, Aracruz, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Colatina, Domingos Martins, Linhares, Mimoso do Sul, Montanha, Nova Venécia, Santa Teresa, São Mateus, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Vila Velha e Vitória.

A intenção da associação é que grande parte dos alunos sejam absorvidos pelo mercado capixaba. O salário dos programadores pode chegar a R$ 5 mil.

As inscrições para o processo de seleção serão por meio de um portal a ser lançado em breve pelo Ifes, mas ainda são necessários alguns ajustes junto ao Ministério da Economia. As oportunidades foram viabilizadas por meio de uma emenda parlamentar.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.