ASSINE

ES vai oferecer 200 mil vagas em cursos de qualificação profissional em 60 cidades

Proposta do governo é ampliar total de vagas e cidades atendidas pelo Qualificar do ES em 2022; primeiros editais saem nas próximas semanas

Tempo de leitura: 3min
Vitória
Publicado em 24/01/2022 às 10h43

O governo do Espírito Santo vai ampliar de 160 mil para 200 mil a oferta de vagas em cursos de qualificação profissional e passar de 40 para 60 o número de municípios atendidos pelo programa Qualificar ES em 2022. As aulas serão on-line, presenciais e semipresenciais. Os primeiros editais com as ofertas devem ser lançados nas próximas semanas. 

A informação é do secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann. As aulas terão duração média de dois meses.

“No primeiro ano de governo, o Qualificar ES chegava a 10 cidades. Aos poucos, fomos crescendo e a ideia é de que os cursos sejam oferecidos a mais pessoas e em 60 localidades capixabas. A oferta de vagas também será ampliada a partir deste ano para aumentar o nível de qualificação dos moradores do Estado”, comenta.

Este vídeo pode te interessar

Curso de maquiagem está entre as opções de qualificação.
Curso de maquiagem está entre as opções de qualificação. Crédito: Freepik

Os treinamentos são voltados para as áreas de culinária, gestão, linguagem de sinais, estoque, informática e saúde. Hoffmann lembra que o portfólio dos cursos é escolhido conforme o setor produtivo de cada região, sendo voltado para quem quer conseguir um emprego ou trabalhar por conta própria.

Há cursos como maquiagem, design de sobrancelhas, cuidador de idosos, balconista de farmácia, inglês básico, administração de pequenos negócios, técnica de vendas, auxiliar de departamento pessoal, Excel, costura, garçom, confeitaria, recreador infantil, doces para festas, panificação, entre outros.

“Se somarmos os cursos de todas as áreas, são mais de 100 opções. Também daremos continuidade ao Qualificar ES Mulher e à parceria com o programa Estado Presente, destinado aos bairros onde há vulnerabilidade social. A evasão das turmas é muito baixa, chega a menos de 5%. Isso mostra que a população está preocupada em se qualificar. Para este ano, pretendemos fazer uma pesquisa com os egressos, até para fazer os ajustes necessários ao programa”, afirma o secretário.

CURSOS TÉCNICOS

A oferta de cursos técnicos também será ampliada em 2022, com a previsão de abertura de novas escolas técnicas ligadas à Secretaria da Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Desenvolvimento Econômico (Sectides). Ao todo, serão cinco novas unidades até 2023.

Na última sexta-feira (7), o governo do Estado anunciou a criação de duas novas escolas técnicas estaduais: Emílio Nemer, em Castelo, e de Vargem Alta, no município de mesmo nome. As atividades estão previstas para começar no segundo semestre de 2022.

Em Vargem Alta, a escola técnica estadual funcionará no distrito de Jaciguá e, além da oferta de cursos técnicos, será um polo de ensino para oferta de cursos presenciais do Programa Qualificar ES. No local, será oferecido o curso técnico em Cooperativismo, visando atender a demanda de mão de obra em sintonia com a vocação regional.

Já no município de Castelo, a escola técnica Emílio Nemer funcionará no Centro da cidade e as vagas serão destinadas ao curso técnico em Internet das Coisas. A atividade está em alta no mercado em função da informatização de diversos setores da economia.

Hoffmann informou que também haverá escolas em Afonso Cláudio e Vitória. Esta última vai funcionar na Escola Dom Pedro, no Centro da Capital, e será especializada em cursos da área da Saúde, como os de Técnico de Enfermagem e de Radiologia.

A pasta já tem hoje duas unidades, o CEET Vasco Coutinho, em Vila Velha, e o CEET Talmo Luiz Silva, em João Neiva. Por ano, são abertos dois processos seletivos para novos alunos, totalizando mais de 1,1 mil vagas.

Hoffmann comenta ainda que, em 2023, está prevista a abertura da escola técnica do Guarapari, que vai funcionar no antigo Radium Hotel.

“Também lançamos o programa de bolsas técnicas em escolas técnicas particulares, ampliamos o Nossa Bolsa para cursos de nível superior e até o final do ano serão abertas as graduações e pós-graduações na Faculdade estadual. O investimento em educação está bastante forte, pois é uma das prioridades do governo. Queremos melhorar o nível de qualificação e a renda dos profissionais”, ressalta.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.