ASSINE

Governo do ES vai construir mais quatro escolas técnicas até final de 2022

Uma das unidades está prevista para ser instalada no edifício do antigo Radium Hotel, em Guarapari, que, entre o início das décadas de 1950 e 1960, sediou um cassino de padrão internacional

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 03/12/2021 às 12h22
Radium Hotel, em Guarapari
Radium Hotel, em Guarapari, sediará escola técnica. Crédito: Prefeitura de Guarapari

O governo do Espírito Santo pretende construir mais quatro escolas técnicas no Estado até o final de 2022. Uma das unidades está prevista para ser instalada no edifício do antigo Radium Hotel, em Guarapari, que, entre o início das décadas de 1950 e 1960, sediou um hotel cassino de padrão internacional.

O hotel, que entrou em decadência após o governo apertar o cerco e fazer valer a lei contra os jogos de azar, foi posteriormente tombado pelo Conselho Estadual de Cultura. Hoje sua administração é de responsabilidade do governo do Estado.

Segundo o secretário estadual da Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Desenvolvimento Econômico, Tyago Hoffmann, a previsão é de que o edifício passe por restauro nos próximos meses.

Este vídeo pode te interessar

“Primeiro vamos dar uma melhorada no Radium Hotel no verão. É um projeto de restauro porque é um prédio tombado. A expectativa é que tenhamos o projeto contratado até o final do ano, os detalhes acertados até o primeiro trimestre e as obras aconteçam até o final do ano. As aulas mesmo, imaginamos para 2023, em parceria com o Ifes”, informou à reportagem de A Gazeta.

Durante a abertura da 18ª Semana Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, o secretário havia esclarecido que estão previstas ainda outras três escolas técnicas no Estado até o final do próximo ano.

Uma delas, em Castelo, deve começar a funcionar até o fim do próximo semestre. As demais, em Iúna Afonso Cláudio, devem ofertar aulas a partir do segundo semestre de 2022 e primeiro semestre de 2023, respectivamente. “Já temos duas [escolas técnicas] e vamos chegar a seis ou sete até o final do mandato.”

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.