ASSINE

Backer vai devolver dinheiro aos clientes que compraram a cerveja

Procedimento será feito nos estabelecimentos comerciais a partir da próxima segunda-feira (13); a apresentação do cupom fiscal e a entrega das garrafas de Belorizontina serão exigidas

Publicado em 10/01/2020 às 16h31
Atualizado em 15/01/2020 às 09h25
Garrafas do rótulo Belorizontina, da Backer, poderão ser devolvidas na próxima semana . Crédito: Pixabay
Garrafas do rótulo Belorizontina, da Backer, poderão ser devolvidas na próxima semana . Crédito: Pixabay

Após uma substância tóxica ser encontrada em duas garrafas do rótulo Belorizontina, a fabricante Backer informou que vai ressarcir todos os clientes que compraram a cerveja, independentemente dos lotes aos quais elas pertençam. O procedimento poderá ser feito a partir da próxima segunda-feira, dia 13 de janeiro.

Para que tenham o dinheiro de volta, as pessoas devem ir até o estabelecimento onde compraram a bebida, munidas do respectivo cupom fiscal e das respectivas garrafas cheias. No próprio local, elas farão a devolução do produto e receberão o valor gasto anteriormente, conforme explicado em nota divulgada nesta sexta-feira (10).

MERCADOS SUSPENDEM VENDA DA CERVEJA

Também por causa da presença de substância tóxica em tais cervejas, os supermercados Carone e Perim informaram que recolheram todos os produtos da marca que estavam à venda, durante esta sexta-feira (10). Embora as bebidas não estejam nos lotes envolvidos no problema, a retirada aconteceu como medida de precaução, de acordo com ambas as redes.

DOENÇA MISTERIOSA: UMA MORTE E SETE INTERNAÇÕES

Nesta quinta-feira (9), um laudo preliminar da Polícia Civil de Minas Gerais apontou a presença de dietilenoglicol, em duas garrafas da cerveja Belorizontina, fabricada pela Backer na capital mineira. As investigações em andamento estudam a possibilidade delas estarem relacionadas à morte de uma pessoa e à internação de outras sete em hospitais do Estado.

Os produtos pertencentes aos lotes L1-1348 e L2-1348 foram recolhidos das casas das pessoas contaminadas. Todas elas apresentaram um quadro clínico de insuficiência renal aguda e alterações neurológicas graves. A morte de um dos pacientes aconteceu nesta terça-feira (7), em um hospital da cidade de Juiz de Fora (MG).

CAPIXABA ENTRE AS VÍTIMAS

Natural de Marataízes, no Sul do Estado, Luiz Felippe Teles Ribeiro, de 37 anos, é um desses pacientes e está internado em estado grave em um hospital de Belo Horizonte. Engenheiro metalúrgico, ele começou a passar mal dias antes do Natal, quando consumiu a cerveja junto do sogro Paschoal Demartini Filho, de 55 anos, que não resistiu e faleceu nesta semana.

Por causa da situação delicada na qual está Luiz Felippe, amigos e familiares dele pedem que as pessoas façam doações de sangue. Quem puder ajudar deve procurar a Vita Hemoterapia, no bairro Barro Preto, na capital mineira. Todos os tipos sanguíneos são aceitos e o local funciona em dias úteis (das 7h30 às 16h) e aos sábados (das 8h às 13h).

O OUTRO LADO

Acionada por A Gazeta, a cervejaria Backer informou que “aguarda a conclusão das investigações” e que está “colaborando com as autoridades”. Bem como afirmou que “tem todo o interesse em esclarecer os fatos e que a substância dietilenoglicol não faz parte de nenhuma etapa do processo de fabricação de seus produtos”. Confira abaixo a nota na íntegra:

"A Backer informa que continua colaborando com as autoridades, que tem todo interesse em esclarecer os fatos e reitera que a substância dietilenoglicol não faz parte de nenhuma etapa do processo de fabricação de seus produtos. Para o bem-estar e conforto de seus clientes, comunica que irá recolher, caso seja de interesse do consumidor, outros lotes da cerveja Belorizontina, mesmo que não sejam os lotes L1-1348 e L2-1348, a partir de segunda-feira, 13 de janeiro. Neste caso, o cliente, de porte do cupom fiscal da compra, deve procurar o estabelecimento comercial onde adquiriu o produto e fazer a devolução. O cliente será ressarcido no momento da devolução."

Cervejaria Backer Cerveja Carone supermercados Perim supermercados

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.