ASSINE

Machismo? Leitores comentam crítica a roupa de vereadora em Vitória

Em sessão na Câmara, parlamentar Gilvan da Federal (Patriota) alegou que blusa que Camila Valadão (Psol) usava era "inadequada", o que levantou debates sobre violência de gênero

Publicado em 11/03/2021 às 12h36
Vereadora Camila Valadão (Psol) foi questionada por usar blusa com um dos praços de fora
Vereadora Camila Valadão (Psol) foi questionada por usar blusa com um dos praços de fora. Crédito: Divulgação

Na segunda-feira (8), Dia Internacional da Mulher, a vereadora Camila Valadão (Psol) foi criticada  por um dos colegas de parlamento durante sessão ordinária na Câmara de Vitória por usar uma blusa vermelha, em modelo com apenas uma manga. O vereador Gilvan da Federal (Patriota) alegou que a vestimenta de Camila, que ocupava lugar de destaque na Mesa Diretora a convite do presidente da Casa, Davi Esmael (PSD), não era apropriada para a ocasião.

“Creio que os vereadores aqui têm que estar com traje formal e a vereadora não está com traje formal para a sessão”, disse Gilvan, que ainda acrescentou: “Quem quer respeito, se dá o respeito." O vereador também criticou o uso da palavra "todes" pela veradora, forma do pronome "todos" adaptada a um gênero neutro, que vem sendo usado por difersos grupos sociais como uma forma de linguagem inclusiva, não sexista. 

O epsisódio ganhou grande repercussão no Estado, e a fala do vereador foi apontada como reflexo do machismo institutional por capixabas e especialistas no tema. Na quarta-feira (10), a parlamentar foi entrevistada em live do Papo de Colunista, de A Gazeta, sobre o constrangimento que sofreu. "Essas situações no meio político são muito comuns, infelizmente. O Brasil é um país que naturaliza as violências contra as mulheres", disse.

O assunto também rendeu muita discussão nas redes sociais de A Gazeta, a maioria deles apontando misoginia. Confira alguns comentários postados pelos leitores:

A que ponto chegamos. Vereador querendo dizer como a vereadora deve se vestir. Estou na função de vereador na minha cidade e fiquei com vergonha por uma fala como essa desse vereador. A mulher veste o que ela quiser vestir. Repúdio ao machismo. (José Carlos Lovantino)

Nossos impostos estão sendo financiados para isso? Fiscais de vestimenta? É falta de serviço, vereador? Saia do seu carro oficial e vá andar de ônibus para ver a necessidade do povo... falta do que fazer! (Diego Mayer)

Tantos problemas na cidade para se resolver e o cara está preocupado com uma roupa sem manga! (Ricardo F. Gallon)

Vitória teve uma das piores chuvas dos últimos anos. Destelhando casas, alagando várias ruas e prejudicando toda a população local. Mas o que se torna interessante hoje em plenário é a discussão do "todes". Brasil é uma piada pronta mesmo! (Alexandre Carvalho)

Câmara Medieval de Vitória: todo dia um vexame civilizatório. Hoje: perseguição misógina. (Sandro Costa)

Eu acompanho sempre as sessões! Neuzinha já sofria com o machismo, mas agora tem sido muito mais profundos esses ataques de alguns. (Tânia Tagarro)

O país da hipocrisia machista. Os nobres vereadores nem prestaram atenção na fala da espetacular vereadora Camila. A preocupação no plenário foi o ombro da parlamentar. Lamentável!!! (Iara Vargas)

Formalidade é o que se espera neste tipo de serviço. O cumprimento que ela usou não é o formal no ambiente que estava. Quanto à roupa, creio que ele estava se referindo ao adesivo que ela estava usando indevidamente. (Andrea Duarte)

O problema não é a roupa, o problema são os babaca que não podem olhar para uma mulher sem imaginar ela de outros jeitos e acabam colocando a culpa na mulher. A raiva desses homens é ver mulheres em lugares que acham que só eles poderiam estar, mas lugar de mulher é onde ela quiser. Mulheres, nunca aceitem menos do que vocês merecem. (Andreyna Martins)

Fiscais de roupa e de pronomes utilizados. E fiscais de prefeito? Onde estão? (Diogo Cavalcanti)

Vamos acompanhar de perto nossas representantes, vereadora Camila e vereadora Karla. #Ninguémsoltaamãodeninguém #MachismoNão (Cida Menegucci)

Muito orgulho de ter a Camila como representante. Uma de nós! Toda força às nossas vereadoras que estão enfrentando o machismo diariamente! (Karen Carla Lima de Oliveira)

Não acredito que essa prática seja de todos os parlamentares. É preciso que se manifestem os que não aceitam esse abuso. Camila, sua firmeza e seriedade nos estimulam e nos dão esperanças. (Maria Elvira Bazet)

Alô, alô, vocês não são pagos para reparar em roupa de mulher, muito menos dizer o que devem vestir. Deveriam estar ocupados pressionando o prefeito a comprar vacinas. Há pessoas morrendo e vidas a serem salvas. (Rosemeire dos Santos Brito)

#TodesComCamila. Basta de machismo institucional! (Cida Menegucci)

Parabéns aos realizadores do Papo de Colunista. Não sou eleitor de Camila, mas sou admirador. Hoje minha admiração foi fortalecida. (Antonio Moraes)

O vereador agressor depende desse tipo de covardia para manter visibilidade junto ao seu eleitorado, que se sente representado por essa atitude grosseira. Tem que abrir processo contra o vereador no conselho de ética. O machismo é tão enraizado na nossa sociedade que mulheres não votam em mulheres. (David A. Monteiro)

Os outros vereadores se calarem significa que apoiam a atitude absurda do colega! Este vereador merecia receber uma advertência. Inconcebível para a sessão plenária é a atitude dele! (Claudia Patricia Ruela)

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.