"Falta arroz, mas prioridade é jogo", diz leitor sobre redução de imposto

O presidente Jair Bolsonaro anunciou a redução do IPI para videogames, numa nova rodada de corte da carga tributária sobre o setor

Publicado em 27/10/2020 às 14h12
Bolsonaro afirmou que alíquota sobre consoles será diminuída de 40% para 30%.
Bolsonaro afirmou que alíquota sobre consoles será diminuída de 40% para 30%. Crédito: Ira Lee Nesbitt/ Pixabay

ECONOMIA

Bolsonaro anuncia nova redução de imposto sobre videogames (Economia, 26/10). Faltando arroz na panela, mas a prioridade é joguinho. Mesmo se tivesse uma conversão direta do dólar para o real com 0 imposto, o preço dos consoles aqui no Brasil seriam dois salários mínimos, lá fora é apenas duas semanas de trabalho. Qualquer um com dois neurônios percebe que existem coisas mais importantes para serem discutidas. (Leonan M. Sant'ana)

Diminuindo imposto de consoles e games, isso faz com que o consumidor não traga consoles de outros países ou compre no mercado paralelo. Quanto menor o imposto aqui, melhor para a economia, pois vamos comprar em lojas oficiais e assim o governo também ganha. (Rodrigo Alexandre)

Ótimo... Pois é de extrema importância, o Brasil movimenta 1,5 bilhão por ano. É um mercado importante e que tem crescido, os games deixaram de ser apenas joguinhos para ser a realidade de trabalho de muitas pessoas. (Diego Dutra)

Eleger prioridades é fundamental para um governo que deve governar para todos. A ação do presidente visa a ajudar, exclusivamente, o negócio do filho. Lamentável! (Graire Agra)

Parabéns! Sempre trabalhando a favor da família. Da família dele, é claro! (Ricardo Augusto Rodrigues)

Isso é pra compensar a perda de direitos trabalhistas, a disparada dos alimentos, da gasolina, da passagem de avião ? Mas vai adiantar alguma coisa com tanto desemprego? Guedes e Bolsonaro destruindo a economia. (Marco Silveira)

Tudo o que acontece vocês comparam com pessoas em situação de miséria. Então não pode abaixar o imposto dos carros só por que eu não posso ou não quero ter um? Só por que uma pessoa não pode comprar um videogame quer dizer que os outros pobres que não são tão pobres não podem comprar? (Evandro Soares)

COVID-19

Coronavírus no ES: mais de 151 mil casos e 3.799 mortes confirmadas (Cotidiano, 26/10). O fato é que não houve e não há respeito às recomendações sanitárias desde o início. Banalizaram a pandemia é desacreditam na possibilidade e nas consequências do contágio. Dessa forma a tendência é aumentar o número de casos e ficarmos vivendo essa tragédia por muito tempo, infelizmente. (Andrea Valdetaro)

SAÚDE PÚBLICA

Fila para marcar consulta em posto dobra o quarteirão em Vila Velha (Cotidiano, 26/10). Acho que a maneira de marcação de consulta não é o ideal. Agora, é mais complicado ainda ir para fila e só agendar para fevereiro. Só aí já se passaram quatro meses. Dependendo da doença, é impossível aguentar mais alguns meses, até ano, para consultar com o especialista. (Fatima Alencar)

E o povo escolhendo os mesmo prefeitos! Eu sempre disse a saúde de Vila Velha é uma vergonha! Não temos estratégia de saúde da família, prontuários ainda à mão, falta de preparo dos servidores. Uma simples olhada no município vizinho e poderia mudar muita coisa aqui em Vila Velha, mas infelizmente a população ainda escolhe os mesmos que já passaram pela prefeitura. (Weverton Rangel)

Tem jeito de fazer diferente! Em Vitória, o número de Unidades de Saúde é muito maior e o agendamento é online. Isso não é difícil de fazer, mas tem que ter gestor preocupado de fato em trabalhar para o SUS dar certo. Vila Velha é uma vida linda e muito maltratada há anos. Não dá pra votar nos mesmos. (Ludmilla Ferraz)

Em Vitória, se a marcação abrir assim, será a mesma coisa. A diferença é que é só pela internet. O posto só atende se for passando mal. Para as outras consultas, o agendamento é online, e ficamos tentando e nunca tem vaga. Desde o início da pandemia tento pegar um resultado de exame de sangue da minha filha e não consigo, pois não agendam para ela. Estão agendando idosos e crianças menores de dois anos, mesmo assim pouquíssimas vagas. Agora, quando eu conseguir levar minha filha, de 7 anos, terá que fazer outro exame porque o que ela fez nem vale mais. Mesmo no início do ano, tive que brigar para agendá-la pois ela tem 7 anos. (Marcela Junqueira)

SEGURANÇA

Governo do Estado reduz investimentos em Segurança Pública (Leonel Ximenes, 26/10). É sempre assim. O governo sempre corta dinheiro da educação, da segurança, da saúde, mas eles nunca cortam da própria carne, eles nunca diminuem o salário, nunca cortam os benefícios e regalias que eles têm. Isso é fora de questão. A única coisa que o governo sabe fazer é aumentar os gastos deles para o próximo ano e aumentar o salário deles. (Gilson Souza Souza)

Caso invistam em políticas públicas, estarão investindo em segurança. (Maria Alice Delai)

CHUVAS

No ES, 13 cidades já ultrapassam volume de chuva esperado para outubro (Clima, 26/10). Não confundam mudanças climáticas com o ser humano! Desde que o mundo é mundo, sempre houve chuvas moderadas a intensas. Períodos secos e úmidos. Tudo que estamos vivenciando faz parte do ciclo da Terra, embora o ser humano contribua com algumas tragédias, como não respeitar limites que a natureza impõe. Todos nós temos uma parcela de culpa quando ocupamos espaços indevidos. A mão do homem sempre vai desafiar em busca do progresso. (Maria Porto)

As previsões se concretizaram e a natureza agiu. Só não podem fazer muita coisa, porque já tomaram tudo. O jeito é aguentar as consequências. O futuro é isso. Destruição por causa do ser humano. O preço do progresso. (Maria Iraides Capelini)

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.