"A população relaxou", diz leitora sobre pandemia no ES

Secretário de Estado da Saúde afirmou que, com maior ocupação hospitalar e retornando para o risco moderado, cidades voltam a ter mais restrições

Publicado em 05/11/2020 às 10h35
Máscaras à venda no comércio de rua do DF
Máscaras à venda no comércio de rua do DF. Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

PANDEMIA

Coronavírus no ES: municípios podem sair do risco baixo na próxima semana (Cotidiano, 04/11). A população tem grande culpa da propagação do vírus. Ninguém respeita, as pessoas estão iguais aos gados, quando estouram a cercas. Você olha, as praias estão lotada, os bares... a população relaxou. (Inezir Ferreira Rodrigues)

Estou aguardando o governador ir para a televisão falar que o vírus está em grau alto de transmissão e que vai fechar tudo! Triste realidade. (Marcélia Recla)

Eu continuo do mesmo jeito, desde 17 de março. Dentro de casa. Esse povo também abusou muito nesses feriados. É tudo uma questão de lógica. Odeio política, mas a população não tem ajudado em nada. Moro em frente à praia. Parece janeiro de um verão qualquer. (Marise Monteiro Brandão)

E o tanto de aglomeração que os políticos estão fazendo na campanha e muitos sem uso de máscara? Não tem ninguém para fiscalizá-los não? Como sempre alguns pagam o preço pelo erro dos outros. (Leila Moutinho Caliman)

RACHADINHA

Denúncia contra Flávio Bolsonaro gera repercussão na mídia internacional (Brasil, 04/11). Se deve tem que pagar. Eu votei em Jair Bolsonaro para presidente, mas nem por isso vou sair gritando Flávio livre. Se o Flávio errou, cadeia nele. Todos somos iguais perante a lei! (Antonio Gobbi)

LEITÃO DA SILVA

O asfalto do Estado faz lembrar a Leste-Oeste que também tem buracos, porém lá passa mais veículos pesados que na Leitão da Silva. (Alexandre Moraes)

Inaugurada há 11 meses, Avenida Leitão da Silva já tem "tapa-buraco" (Trânsito, 04/11). Andem na ciclovia. Vocês vão pular mais que tudo, muito mal feita, com ressaltos. Mas vem eleição... Estão falando mais da Av Vitória do que da Leitão da Silva. (Paulo Vitor)

É porque vocês não viram o estado da BR 101 com a excelente administração da Eco101. Poderia ter uma matéria sobre os vários buracos, o asfalto irregular,e as duplicações que não saíram do papel. (Luan Torezani)

CAIS DO HIDROAVIÃO

Cais do Hidroavião: como era o primeiro aeroporto do Espírito Santo (Capixapédia, 11/10). Recebo mensagens de amigos desde meu tempo de criança em Santo Antônio, local do Cais do Avião, e também de oficiais aposentados da Polícia Militar, lamentando o abandono das construções antigas. O amigo e historiador Aloísio Medeiros sugeriu que sejam tombadas, evitando o risco de serem futuramente destruídas, como foram os antigos Colégio Americano e o Quartel da PM, ambos no Parque Moscoso. É preciso preservar o patrimônio de nossa amada Vitória, a bela capital capixaba. (Aldo José Barroca)

ELEIÇÕES NOS EUA

EUA: Biden volta a liderar e tem favoritismo em bolsas de apostas (Mundo, 04/11). É longeva e sólida a democracia dos Estados Unidos, e a sua Constituição de 1789 só foi alterada 27 vezes. Lá as datas são respeitadas, a exemplo da eleição que, mesmo em plena pandemia, é sempre no dia 3 de novembro. Nos EUA direitos e deveres são sagrados e o poder emana dos Estados, daí o nome Estados Unidos. (Humberto Schuwartz Soares)

As eleições de 3 de novembro de 2020 nos Estados Unidos expoem fraturas gigantescas na sociedade norte-americana. Várias hipóteses, da futurologia à marxista, já trabalhavam com essas ameaças que rondam as atuais eleições, até guerra civil. Não há nenhuma força cultural, política, econômica, social, religiosa que unifique EUA. Uma sociedade atravessada por conflitos e contradições. Autoritarismo e intervencionismo estatal, desigualdade, concentração de renda são a trilogia que pode explodir nessa eleição. A pandemia e o pós-pandemia parecem representar a “pá de cal”. Uma rede de fake news com boatarias, usos e abusos de mentiras, confundindo e desinformando sobre a realidade, agrava o quadro. É aguardar se o pacto federativo e constitucional terá musculatura para resistir ao ódio e à intolerância. (Antonio Negrão de Sá)

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.