ASSINE

Estádio do Sumaré pode ir a leilão para quitar dívida de IPTU do Estrela

A direção do clube recebeu um auto de penhora e intimação da Justiça para quitar a dívida de R$ 690 mil, e agora pretende ingressar com um recurso. Área do estádio está avaliada em mais de R$ 2 milhões

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 02/09/2021 às 17h52
Estádio do Sumaré pode ir a leilão em Cachoeiro
Estádio do Sumaré pode ir a leilão em Cachoeiro . Crédito: Redes sociais/ Estrela do Norte F.C

O Estádio Mário Monteiro, o Sumaré, casa do Estrela do Norte Futebol Clube, em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, pode sair das mãos do time e ir a leilão. Por conta de uma antiga dívida de Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) junto ao município, nesta quarta-feira (1), a direção do clube recebeu um auto de penhora e intimação da Justiça, e agora pretende ingressar com um recurso.

A ação, que tramita na 1ª Vara da Fazenda Pública, foi movida pela prefeitura da cidade em 2005. A dívida de IPTU, desde 1994, é de R$ 691.647,38. O vice-presidente do clube, Carlos Alberto Madella, diz que a assessoria jurídica se prepara para apresentar um recurso, para retirada da penhora.

“No tempo hábil será interposto o competente recurso para retirada da penhora. No fundo, é uma situação triste não só para o clube e seus torcedores, mas também por mostrar a falta de sensibilidade do município com uma instituição centenária, filantrópica e que representa a cidade. Talvez por isso as entidades e empresas históricas de Cachoeiro estão optando por encerrar suas atividades ou mudar de cidade”, disse Madella.

O vice-presidente do Estrela faz parte da nova direção do clube, que assumiu em 2020. Ele relata que o clube não buscou a prefeitura ou a Justiça para tentar negociar a pendência. “Não temos como negociar, pois, é uma dívida que o clube não tem condições de pagar”, revela.

A área do estádio, localizado no bairro Sumaré, região central da cidade, é de aproximadamente 15 mil metros quadrados e está avaliada em R$ 2.027.098,37.

Ainda segundo Carlos Alberto Madella, um projeto de lei de autoria do legislativo municipal, tentou isentar o clube da cobrança do IPTU, mas o texto foi vetado pelo Executivo e os vereadores mantiveram o veto.

Procurada pela reportagem, a prefeitura disse por meio de sua assessoria que a Prefeitura de Cachoeiro está avaliando o caso.

HISTÓRIA

O Estrela do Norte foi fundado em 16 de janeiro de 1916. A primeira sede, segundo os arquivos, foi onde é hoje, o Tiro de Guerra, bairro Ibitiquara, e o primeiro campo foi no pátio do Liceu Muniz Freire, zona norte da cidade, daí o nome Estrela do Norte. Tempos depois, por volta da década de 30, o Estrela transferiu o seu campo para o bairro do Sumaré, onde está até hoje.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.