ASSINE

Agronegócio: diversificação da produção é foco de Presidente Kennedy

Segunda maior produtora de leite do Estado, cidade agora aposta em diversos incentivos para abraçar novas culturas e fortalecer a economia

Tempo de leitura: 3min
  • Prefeitura de Presidente Kennedy

  • Estúdio Gazeta

    O Estúdio Gazeta é o time de produção de conteúdo para anunciantes da Rede Gazeta, com estrutura independente da Redação de A Gazeta/CBN.
Publicado em 10/06/2022 às 10h27
foto para especial publicitário, favor não usar.
Produtores de café do município vão ter melhores condições de desenvolvimento de suas atividades por meio de um programa da Secretária Municipal de Agricultura em parceria com o Incaper. Crédito: Prefeitura de Presidente Kennedy/Divulgação

A cidade de Presidente Kennedy, com mais de 594.897 km², tem boa parte de sua arrecadação atrelada ao campo. A agricultura corresponde a aproximadamente 54% da movimentação do Valor Adicionado Fiscal (VAF), tendo como as principais atividades a pecuária leiteira - segunda maior produtora do Estado -, pecuária de corte, abacaxi, cana-de-açúcar, maracujá, eucalipto e café.

Para aproveitar todo o potencial da região, a administração municipal de Presidente Kennedy tem trabalhado para diversificar a produção com o objetivo de potencializar e fomentar a geração de emprego e renda na cidade.

A Secretaria Municipal de Agricultura está intensificando ações através do Programa de Incentivo à Diverfisicação Agrícola por meio da Fruticultura (Prófruta), que tem por finalidade ofertar ao produtor rural cadastrado a distribuição de insumos, mudas, material de condução de lavoura (estacas de madeira e arame galvanizado liso) e material de irrigação (emissores, tubulação e conexão).

Segundo o secretário de Agricultura de Kennedy, Nerivon Rocha Bayerl, no caso da atividade de fruticultura, o objetivo é incentivar o produtor nas culturas de abacate, pitaya, laranja, limão, acerola, uva, cacau, banana, mamão, manga e jaca.

foto para especial publicitário, favor não usar.
1,4% do território de Presidente Kennedy é destinado ao cultivo do eucalipto . Crédito: Prefeitura de Presidente Kennedy/Divulgação

“Queremos fomentar a diversificação e produção agrícola através da fruticultura, fomentar a geração de emprego e renda e incentivar a arrecadação tributária municipal”, destaca.

Além disso, o município oferta outros serviços aos agropecuaristas através de políticas públicas específicas.

Alguns exemplos são o preparo de solo com intervenção de mecanização agrícola com máquinas (reservação de água, curva de nível e caixa seca), implementos e caminhões, Programa de Distribuição de Ração Farelada aos produtores de leite, Programa de Assistência Veterinária, Programa de Assistência e Orientação Agronômica, Departamento de Eletrificação Rural para Assistência aos Produtores, coação de calcário, manutenção de estrada para escoamento da produção agrícola e acesso às propriedades.

“Temos uma grande margem para crescimento e entendemos que a atividade agropecuária terá um papel cada vez mais importante para Presidente Kennedy, alcançando crescimento ao mesmo tempo que recebemos novos negócios de diversos outros setores. Por isso, damos cada vez mais ênfase aos incentivos e demais políticas públicas”, destaca Nerivon Bayerl.

NOVO PROGRAMA DE INCENTIVO AO CAFÉ

Em parceria com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), a Secretaria Municipal de Agricultura também tem o objetivo de lançar o Programa de incentivo à Cafeicultura de Presidente Kennedy.

“O intuito será oferecer aos produtores de café do município melhores condições de desenvolvimento de suas atividades, contribuindo portanto para a consolidação da cafeicultura kennedense, em base sustentável, economicamente, socialmente e ambientalmente corretas, através do fomento a produtividade, qualidade, comercialização e organização dos produtores”, ressalta Nerivon Bayerl.

OS NÚMEROS DE KENNEDY

  • 594.897 km² de área total
  • 72,1% do território é ocupado por pastos
  • 1,6% por cana-de-açúcar
  • 1,4% eucalipto
  • 0,7% abacaxi
  • 0,3% café
  • 9,4% do território de áreas vegetadas (Mata Nativa, Mata Nativa em Regeneração e Macega)
  • 6,3% da área do município são de brejos
  • Fonte: Incaper

Este é um conteúdo de responsabilidade do anunciante.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.