ASSINE

Após acidente, DER estuda reforçar sinalização em Afonso Cláudio

Motorista de caminhão-tanque morreu carbonizado nessa segunda-feira (10). O Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES) afirmou que a rodovia recebe ações de conservação

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 11/05/2021 às 19h04
Acidente com caminhão-tanque em Afonso Cláudio
Acidente com caminhão-tanque em Afonso Cláudio. Crédito: Corpo de Bombeiros

Após um caminhão-tanque carregado com cerca de 20 mil litros de combustíveis tombar e pegar fogo no km 119 da ES 165, em Afonso Cláudio, Região Serrana do Espírito Santo, na manhã dessa segunda-feira (10), o Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES) estuda reforçar a sinalização no local. Quem trafega pelo trecho, diz que a pista é perigosa e precisa receber infraestrutura para evitar acidentes como esse.

O acidente aconteceu na localidade de Fazenda Guandu. O motorista do veículo, José Freires, de 41 anos, morreu carbonizado. Antes de tombar, bombeiros receberam o relato de moradores de que o motorista passou pelo local buzinando.

Acidente com caminhão-tanque em Afonso Cláudio
Acidente com caminhão-tanque em Afonso Cláudio. Crédito: Corpo de Bombeiros

Antes do vilarejo, segundo os motoristas, são cerca de 40 quilômetros de serra, com curvas sinuosas e mal sinalizadas, segundo a motorista Arlete Trabach. Ela mora em Vila Velha e vai com frequência à localidade para visitar familiares.

“Já aconteceram outros acidentes naquele lugar. Em um deles, há cerca de 8 anos, um caminhão de cimento tombou e três pessoas morreram. Na estrada, as placas estão encobertas pelo mato, é mal sinalizada e à noite é um perigo. Para mim, o radar não tem sentido ali. O motorista perde o freio na serra e não consegue parar”, contou.

Acidente com caminhão-tanque em Afonso Cláudio
Acidente com caminhão-tanque em Afonso Cláudio. Crédito: Corpo de Bombeiros

Procurado pela reportagem de A Gazeta, o DER afirmou que a rodovia recebe rotineiramente conservação rodoviária de capina, roçada e a sinalização tem atualizações temporais conforme a necessidade.

Sobre o radar, disse que está funcionando normalmente. O órgão reforçou que mesmo assim, mediante solicitação dos moradores, será programado um estudo de reforço de sinalização no local. A data, não foi informada.

Afonso Cláudio DER-ES acidente estradas

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.