ASSINE

Vargem Alta estima prejuízo de R$ 5 milhões após chuva

O prefeito João Altoé decretou situação de emergência

Publicado em 06/01/2020 às 20h12
Atualizado em 07/01/2020 às 10h33
Alto Pombal, interior de Vargem Alta. Crédito: Internauta
Alto Pombal, interior de Vargem Alta. Crédito: Internauta

A prefeitura de Vargem Alta, região Serrana do Estado, ainda contabiliza os estragos causados pelas fortes chuvas da última sexta-feira (03). O prefeito do município, João Altoé, estima que as perdas cheguem a R$ 5 milhões. Por conta dos prejuízos, o município decretou situação de emergência nesta segunda-feira (06).

Segundo Altoé, a semana será de trabalho intenso de uma força tarefa para normalizar a situação causada pela chuva, principalmente no interior. Houve o transbordamento dos  rios Fruteiras e Rio Novo, deslizamento de barreiras e estradas foram interditadas. Taquarussu, Ardisson, Fruteiras Nova, Pombal e Pedra Branca foram as localidades mais afetadas, de acordo com o município.

Famílias tiveram prejuízos na produção. Crédito: Internauta
Famílias tiveram prejuízos na produção. Crédito: Internauta

“Eu acredito que podemos chegar até esse número, R$ 5 milhões. Foram muitas avarias, muitos prejuízos, são lavouras inteiras que despencaram de morro a baixo. Realmente, temos que conhecer esse número, mas acreditamos que chegue próximo a isso”, afirmou o prefeito.

O número de desalojados subiu de 52 para 124 pessoas segundo levantamento da Defesa Civil Estadual. 7 casas foram destruídas e uma residência foi interditada.

Carro ficou atolado em meio a deslizamento de terra. Crédito: internauta
Carro ficou atolado em meio a deslizamento de terra. Crédito: internauta

“Estamos em um verdadeiro enfrentamento e desafio. Conseguimos recuperar estradas e pontes. Não é fácil, pois muitos locais que tiveram deslizamentos teremos que remover isso com caçambas. Tudo isso vai demandar um tempo para chegar ao normal. Em Alto Pombal, que tem 30 anos, teremos que recompor a estrada”, disse João Altoé.

Após ser publicado no diário oficial, o documento precisa ser homologado pelos governos estadual e federal.

PESSOAS CONTINUAM FORA DE CASA NO ES

Este vídeo pode te interessar

Segundo levantamento da Defesa Civil Estadual , divulgado no final da tarde desta segunda-feira (06), 151 pessoas estão fora de suas casas no Estado por conta da chuva da última sexta-feira (03). 145 estão desalojadas, ou seja, estão acomodadas em casas de amigos ou parentes. São 124 em Vargem Alta, 09 pessoas em Nova Venécia, 06 em Ibiraçu, 04 em Colatina e 02 em Aracruz. Outros 06 moradores de Ibiraçu estão desabrigados.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.