ASSINE

Xixi, Pipi do Paraíso e Café Ralo: nomes curiosos de candidatos no ES

Entre as profissões os donos de bares, farmácias e salões estão entre os mais comuns. Apelidos e referências familiares aumentam a lista. Confira os nomes de urna

Publicado em 30/09/2020 às 19h09
Urna Eletrônica
Na urna eletrônica: apelidos, referências familiares e profissões marcam nomes engraçados e curiosos. Crédito: Nelson Jr./ASICS/TSE

Tradicionalmente, quem concorre em uma eleição municipal busca se conectar com os eleitores mostrando que é um "local". Para angariar votos nos municípios, os candidatos apostam em construir, aos olhos do eleitor, uma imagem de alguém próximo, quase familiar. Por isso, são comuns apelidos, referências familiares e profissionais aparecerem nas urnas. A ideia é não parecer um político distante e, sim, "o filho da fulana" que nasceu e cresceu por ali.

A partir do pedido de registro de candidatura à Justiça Eleitoral – realizado até o último dia 26 –, é possível encontrar nomes curiosos escolhidos pelos candidatos que pretendem disputar o pleito. Nem todos, contudo, chegam às urnas, uma vez que a solicitação precisa ser aprovada pela Justiça. Os candidatos apostaram em referências para serem identificados de forma mais fácil.

Entre os apelidos mais curiosos entre os candidatos a prefeito, a vice-prefeito e a vereador no Espírito Santo estão Xixi, Peito Liso, Josué Bola de Fogo, Carlão Barriga Lisa, Carlim do Beijo, Carlim da Dengue, Short, Pinta Roxa, Eronis do Café Ralo, Tonho da Lua, Bolota, Gordinho Amigo de Verdade e Buruca.

Tem até candidata fazendo referência a nomes famosos mundialmente, como Layd Day e Tina Tanner – que remetem à princesa inglesa Diana e à cantora norte-americana Tina Turner. Entre as influências políticas, os Lulas estão em maioria. São nove "Lula" e quatro "Bolsonaro."

BARRIGA LISA, CAFÉ RALO E TONHO DA LUA: VEJA OS NOMES CURIOSOS

  • Peito Liso  (PV) – concorre para vice-prefeito em Domingos Martins
  • Josué Bola de Fogo (Republicanos) – concorre a vereador de Atílio Viváqcua
  • Pororo (Podemos) – concorre a vereador de Aracruz
  • Fiu Fiu do Ônibus  (PSB) – concorre a vereador de Aracruz
  • Tio Sam (Solidariedade) – concorre a vereador de Aracruz
  • Pit Bull (PSD) – concorre a vereador de Aracruz
  • Carlão Barriga Lisa (PT) – concorre a vereador em Aracruz
  • Carlim do Beijo (PV) –  concorre a vereador de Divino de São Lourenço
  • Denemara Mosquito da Dengue  (Podemos)  – concorre a vereadora de Cachoeiro de Itapemirim
  • MC Popay (PSOL) – concorre a vereador de Vitória
  • Chacrinha do Futebol (PCdoB) – concorre a vereador de Vitória
  • Papinha (PSDB) – concorre a vereador de Vitória
  • Short (PCdoB) – concorre a prefeito de Muqui
  • Gordinho amigo de verdade (PCdoB) – candidato a vereador de Vila Velha
  • Toninho Zoreia (Cidadania) – candidato a vereador de Dores do Rio Preto
  • Pato Roco (PDT) – candidato a vereador de Governador Lindenberg
  • Zoi Riscado (Patriota) – candidato a vereador de Presidente Kennedy
  • Zoi de Rive (PSDB) – candidato a vereador de Alegre
  • Zoi (Avante) – candidato a vereador de Pinheiros
  • Moita (Solidariedade) – candidato a vereador de Rio Bananal
  • Hilário Gatinha (PSB) – candidato à reeleição como prefeito de Santa Maria de Jetibá
  • Chiquetosa (PTB) – candidata a vereadora de Cachoeiro de Itapemirim
  • Amor do Cotaxé (PSD) – candidato a vereador de Ecoporanga
  • Pipi do Paraíso (PT) – candidato a vereador de Conceição da Barra
  • Furreca Motorista (PP) – candidato a vereador de Água Doce do Norte
  • Xixi (Solidariedade) – candidato a vice-prefeito de Colatina
  • Beleza(MDB) – candidato a vereador de Afonso Cláudio
  • Buruca (Rede) – candidato a vereador de Afonso Cláudio
  • Filhos da Terra Tupinikim (PCdoB) – candidato a vereador de Aracruz
  • Pinta Roxa (PSB) – candidato a vereador de Afonso Cláudio
  • Eronis do Café Ralo (PSB) – candidato a vereador de Água Doce do Norte
  • Benício Huk (PMN) – candidato a vereador de Alto Rio Novo
  • Layd Day (Republicanos) – candidata a vereadora de Alegre
  • Tina Tanner (Avante) – candidata a vereadora de Alegre
  • Bolota (PSB) – candidato a vereador de Mucurici
  • Tonho da Lua (PMN) – candidato a vereador em São Gabriel da Palha
  • Tiririca (PP) – candidato a vereador de Alto Rio Novo
  • Ledimar Pão Abençoado (PV) – candidato a vereador de Vitória

DO SALÃO E DO HOSPITAL: AS REFERÊNCIAS PROFISSIONAIS

A maioria das pessoas conhece alguém que é dono de estabelecimentos comerciais. O campeão na contagem de nomes de urna, até o momento, são os proprietários de salão. Já são 45 candidatos registrados com o nome "do salão" na frente. Em segundo lugar estão os donos de bares, 26 até agora, e em terceiro os que usam como referência "do posto", com 23. Além desses, também é possível encontrar 18 "da autoescola", 15 "da padaria", 13 "do ônibus" e dez motoristas de van.

Em ano de pandemia de Covid-19, também foi registrado um número expressivo de nomes de urna ligados à saúde. São 89 candidatos "da saúde", 50 que usam "enfermeiro(a)", 39 "doutor(a)", 24 "da farmácia" e 19 "do Hospital." Também podem estar nas urnas três candidatos "do uber" e cinco "do táxi", além de 11 "pescador(a)".

A profissão mais representada, no entanto, é do professor. Até o momento, são 273 candidatos que colocarão o título no nome de urna. Superou até mesmo o número de militares que utilizam nomes de posto ou patente no nome de urna. Esses somam 115: 26 cabos, 61 sargentos, nove capitães, sete delegados, 12 policiais e dois "major." Em terceiro lugar no ranking estão os líderes religiosos. São 108 pastores, 11 missionários, cinco bispos e um padre.

REFÊRENCIAS FAMILIARES E COMUNITÁRIAS

Curiosamente, nem sempre o candidato que está concorrendo é o mais conhecido pela comunidade. Pelo número expressivo de nomes de urna que apelam para referências a terceiros, dá para imaginar que muita gente tem parentes, amigos ou cônjuges mais famosos. Veja a lista com alguns nomes:

  • Joana do Jorginho Sanfoneiro (Republicanos) – candidata a vereadora de Água Doce do Norte
  • Jucenilda do Lescão (PP) – candidata a vereadora de Água Doce do Norte
  • Eny do Luiz (PSD) – candidata a vereadora de Águia Branca
  • Jaqueline do Quina (Patriota) – candidata a vereadora de Alfredo Chaves
  • Clodoaldo do Didi (PSDB) – concorre a vice-prefeito de Alto Rio Novo
  • Daiane do Pastor Nena (PMN) – candidata a vereadora de Alto Rio Novo
  • Nilza do Zé Pinto (MDB) – candidata a vereadora de Alto Rio Novo
  • Érica do Tião do Peito Largo (PP) – candidata a vereadora de Alto Rio Novo
  • Luciene irmã do Zé Bolinha (PP) – candidata a vereadora de Iúna
  • Laudicéia do Tião Filisbino (PL) – candidata a vereadora de Iúna
  • Zé do Ivo (PSB) – candidato a vereador de Iúna
  • Sadimar do irmão Salomão (MDB) – candidata a vereadora de Irupi
  • Leozildo irmão do Toquinho (DEM) – concorre para vice-prefeito de Guarapari
  • Graciane esposa de Doril (Podemos) – candidata a vereadora em Presidente Kennedy

Há, ainda, uma lista de filhos e filhas:

  • Luciana filha do Hulk (PRTB) – candidata a vereadora de Iúna
  • Thuany filha do Edinho Posto (PTB) – candidata a vereadora de Itaguaçu
  • Kesia filha do Bamba (Solidariedade) – candidata a vereadora de Laranja da Terra
  • Sarinha filha da Dona Glória (Republicanos) – candidata a vereadora de Cachoeiro de Itapemirim
  • Maxuel filho do Marmitão (PSDB) – candidato a vereador de Barra de São Francisco
  • Rahony filho do Odilon (PV) – candidato a vereador de Cariacica
  • Pastor Ezequias filho do Pr. Levi (PP) – candidato a vereador de Ecoporanga
  • Cyro filho de Pela Buxo (PL) – candidato a vereador de Guarapari
  • Silas filho do Pastor Zé (PSC)– candidato a vereador de Marataízes
  • Din filho de Davi do Bar (MDB) – candidato a vereador de Ponto Belo
  • Valdemir filho do Jamil (PV) – candidato a vereador de São José do Calçado

JUSTIÇA ELEITORAL TEM REGRAS

Apesar de a Justiça Eleitoral autorizar o uso de apelidos e termos pelos quais os candidatos são identificados, a lei eleitoral proíbe  nomes que deixem dúvida sobre a identidade dos candidatos, atente contra o pudor, seja ridículo ou irreverente. Também são proibidas expressão ou siglas que pertencem a órgãos da administração pública em âmbito federal, estadual e municipal.

 A legislação determina ainda que sejam barrados nomes iguais aos de candidatos em eleições majoritárias, ou seja, nomes iguais aos de prefeitos, governadores, senadores ou Presidente da República. A Justiça pode, inclusive, pedir que o candidato prove que é conhecido pelo termo escolhido, em caso de nomes que possam confundir os eleitores.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.