ASSINE

Questionado sobre críticas de Erick Musso, Casagrande fala em "interesse eleitoral"

Governador não citou nome do presidente da Assembleia, mas afirmou que "lideranças" deveriam tratar de segurança pública todos os dias

Casagrande durante na CBN
O governado Renato Casagrande durante entrevista ao jornalista Mario Bonella da CBN. Crédito: Carlos Alberto Silva

O governador Renato Casagrande (PSB) disse que não iria responder, mas acabou respondendo, sem citar nomes, à crítica feita pelo presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso (Republicanos), quanto à segurança pública.

Nesta quarta-feira (1º), o republicano usou o Twitter para dizer que "a segurança pública está abandonada" e creditou isso à "falta de compromisso do governo".

Erick foi reeleito para comandar a Assembleia, em fevereiro, com o apoio de Casagrande. Ainda nesta quarta, em entrevista ao jornalista Mário Bonella, no CBN Cotidiano, Casagrande foi questionado sobre os 108 homicídios registrados em agosto no Estado e ainda quanto à publicação de Erick.

O governador disse que não lhe cabe rebater chefes de Poderes, mas logo emendou que "lideranças" deveriam falar sobre segurança ou violência todos os dias, e "não apenas alguns dias". Cobrou posicionamento de líderes políticos, por exemplo, em 2017, quando houve a greve da Polícia Militar.

E também afirmou entender que há "interesses eleitorais" em jogo. Mas disse que não se referia a Erick Musso e sim a "todas as lideranças".

Em seguida, questionado desta vez sobre ataques e ameaças nas redes sociais, voltou a dizer: 

Renato Casagrande (PSB)

Governador do Espírito Santo

"Tenho que aceitar que as pessoas têm interesse eleitoral e passar por cima disso"

O Republicanos, partido de Erick Musso, tem a Prefeitura de Vitória, administrada por Lorenzo Pazolini, e tem mostrado apetite para galgar mais espaços. O próprio Erick, em publicações nas redes sociais, aventou a possibilidade de disputar o Palácio Anchieta.

O partido elegeu dez prefeitos em 2020, ficando atrás apenas do PSB de Casagrande, que conta com 13 chefes de Executivo municipais.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.