ASSINE

Obras iniciadas na Grande Vitória podem ficar para os próximos prefeitos

A seis meses do fim do mandato, atrasos nos projetos e pandemia dificultam entregas. Prefeitos garantem que pendências serão finalizadas, mas andamento das obras deixa dúvidas

Publicado em 04/07/2020 às 07h00
Atualizado em 04/07/2020 às 12h51
Há pendências nos quatro municípios da Grande Vitória
Há pendências nos quatro municípios da Grande Vitória. Crédito: Montagem: A Gazeta

O ano de 2020 é o último do mandato dos atuais prefeitos. Nesse período, é comum ver um ritmo acelerado de obras públicas nas cidades, como construção de escolas, unidades de saúde, pavimentação de ruas. Afinal, tanto para quem deixa o cargo e quer emplacar um sucessor, quanto para quem tenta reeleição, ser lembrado pelos feitos é uma vantagem a ser levada às urnas.

Mas a situação de calamidade vivida pelo país deve dificultar a inauguração de projetos este ano. A seis meses do fim de suas administrações, os gestores da Grande Vitória ainda possuem obras em andamento que podem ficar de herança para seus sucessores.

Em VitóriaVila VelhaSerra e Cariacica há pendências. Algumas estão atrasadas por motivos contratuais ou alteração de projetos. Outras foram paralisadas devido à pandemia de Covid-19 e, apesar de terem sido retomadas, tiveram a execução prejudicada. Há ainda as que estão em fase de licitação e serão iniciadas neste ano. Apesar do tempo curto, os prefeitos garantem que vão cumprir os prazos. O andamento de algumas obras, entretanto, deixa dúvidas.

É claro que há promessas que já foram cumpridas e projetos finalizados, mas a lista do que está em execução neste último ano é grande. Para o levantamento realizado por A Gazeta, foram selecionadas obras citadas como prioridade pelos prefeitos em entrevistas, propostas apresentadas em planos de governo, além de contratos em aberto disponíveis nos portais da transparência dos Executivos municipais. Confira a relação das obras no fim da matéria.

VITÓRIA

Na Capital, algumas obras que fazem parte do plano de governo de Luciano Rezende (Cidadania) ainda não foram concluídas. O prefeito garante que 90% delas estão dentro do cronograma e serão entregues até o fim do mandato.

Entre elas está a construção do Centro de Inovação do Parque Tecnológico de Vitória, um investimento estimado em R$ 9,9 milhões. A prefeitura diz que a obra será finalizada ainda em 2020. A continuidade do projeto, contudo, vai ficar a cargo das próximas gestões.

Luciano Rezende (Cidadania)

Prefeito de Vitória

"Poucas ações foram prejudicadas pela pandemia. Temos tentado manter o ritmo, mas é claro que é impossível desenvolver as obras do mesmo jeito. Apesar disso, conseguimos fazer obras em tempo recorde, como o engordamento das praias e a reforma da Avenida Vitória, que será concluída. De tudo que planejamos, 90% vamos cumprir, pouquíssima coisa vai ser entregue depois. As obras grandes que passaram pela nossa gestão nós nunca tivemos pretensão de inaugurar agora"

Outra obra em andamento é a reforma do Edifício do antigo Cine Santa Cecília, no Parque Moscoso, onde serão construídos 35 apartamentos para abrigar pessoas em situação vulnerável. A execução foi iniciada em fevereiro deste ano, mas não será concluída até dezembro. Segundo a prefeitura, estão sendo realizadas obras internas para adaptar o prédio para as moradias, que atenderão famílias de baixa renda dos bairros Piedade, Moscoso e Fonte Grande. O valor da obra é estimado em cerca de R$ 3,5 milhões.

Vitória - ES - Obras municipais que ficarão para próxima gestão: Edifício Santa Cecília no Parque Moscoso.
Reforma dos apartamentos do Edifício Santa Cecília, no Parque Moscoso, ficarão para a próxima gestão. Crédito: Vitor Jubini

A reconstrução de 42 casas no bairro Conquista também é um projeto que ficará como herança. As obras foram iniciadas no ano passado e tinham como prazo de conclusão dezembro deste ano. Segundo a prefeitura, a obra ficou parada no mês de maio, mas já voltou ao andamento. Até o momento apenas oito casas foram entregues. O investimento é de quase R$ 5 milhões.

A ciclovia na Avenida Rio Branco será uma missão para o próximo prefeito de Vitória tirar do papel. A gestão atual até tentou avançar no projeto, mas não houve consenso entre moradores no trecho da Praia do Canto. Depois de ter anunciado o início das obras, a prefeitura voltou atrás e decidiu licitar o contrato em duas etapas. Foi captado R$ 1,6 milhão para a obra.

VILA VELHA

Em Vila Velha, a inauguração de seis creches e sete unidades de saúde eram citadas como prioridade do prefeito Max Filho (PSDB). Apesar disso, a maioria destas obras ainda está em andamento, algumas com execução atrasada.

A Unidade Municipal de Educação Infantil de São Torquato (UMEI São Torquato), por exemplo, teve o cronograma afetado pela pandemia do coronavírus e as chuvas do início do ano. A obra seria entregue em janeiro de 2020, o que não aconteceu. A prefeitura disse que trabalha para que a unidade esteja pronta até o fim do ano. O valor do projeto é de aproximadamente R$ 5 milhões.

Obra da Unidade Municipal de Ensino Infantil (UMEI) do bairro São Torquarto, Vila Velha
Obra da Unidade Municipal de Ensino Infantil (UMEI) do bairro São Torquarto, Vila Velha. Crédito: Carlos Alberto Silva

Outras duas unidades de ensino, UMEI Araçás e UMEF Terra Vermelha, vão ficar como pendências para a próxima gestão. Em Araçás, a obra ainda está no processo licitatório. Já a escola de Terra Vermelha começou a ser construída em maio e está no estágio inicial.

A respeito das unidades de saúde e pronto atendimento, quatro seguem pendentes. A Prefeitura de Vila Velha garante que tudo estará pronto até dezembro deste ano, mas até o momento foram executados entre 20 e 30% dessas obras. A unidade do bairro Divino Espírito Santo, inclusive, está atrasada. A construção, que começou em outubro do ano passado, tinha previsão de ficar pronta neste mês de julho. O valor estimado é de R$ 3,8 milhões.

Max Filho (PSDB)

Prefeito de Vila Velha

"Tivemos surpresas em alguns contratos com empresas que acabaram não conseguindo dar continuidade à obra, isso levou a fazer uma nova licitação. Algumas escolas que foram iniciadas certamente não estarão prontas, mas com recursos já garantidos para continuidade. A Umei de Araçás, por exemplo, não vamos conseguir entregar este ano. As unidades de saúde devemos entregar, vamos fazer o possível"

No caso de Max, a corrida contra o tempo é maior. Único prefeito que pode tentar a reeleição na Grande Vitória, ele fica proibido por lei de participar de eventos para inaugurar obras três meses antes do pleito. Pelo novo calendário eleitoral, aprovado pelo Congresso, a data limite é 15 de agosto. O primeiro turno das eleições deste ano foi adiado para o dia 15 de novembro.

“A gente garante a entrega da grande maioria das obras este ano. Se for preciso entregar durante período eleitoral, sem inauguração, a gente entrega. O que não conseguir, a gente deixa encaminhado para o ano que vem”, conclui.

CARIACICA

Em Cariacica, a pandemia deve prejudicar a maior promessa do prefeito Juninho (Cidadania), que é a conclusão de todas as obras do orçamento participativo. Das 343 obras que o prefeito se comprometeu a executar, 57 estão pendentes. Juninho não disse quantas e nem quais poderão ficar para a próxima gestão, mas admitiu que a pandemia prejudicou os planos da prefeitura.

“Quando iniciou a pandemia estávamos em um ritmo de investimento na cidade de deixar o mínimo possível para ser concluído no próximo governo. A partir do momento que percebemos que era necessário um cuidado extra com a vida das pessoas, suspendemos todos os processos licitatórios e execução de obras até que fossem adotados protocolos de segurança. Estas obras foram retomadas e autorizadas um mês depois e têm sido executadas”, esclareceu.

Juninho (Cidadania)

Prefeitura de Cariacica

"Ainda não consigo dizer se todas as obras do orçamento participativo serão concluídas, porque tivemos que suspender as licitações. Mas estou deixando tudo com recurso financeiro e este será o grande legado da nossa administração"

Além disso, das seis creches que foram anunciadas, nenhuma foi concluída e duas delas podem ficar pendentes, segundo o prefeito. O Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) de Alzira Ramos atualmente é o que possui a execução mais lenta. Cerca de 50% foram feitos. O valor da obra é estimado em cerca de R$ 1 milhão.

Cariacica - ES - Obras municipais que ficarão para próxima gestão: CMEI no bairro Alzira Ramos.
Construção do CMEI no bairro Alzira Ramos. Crédito: Vitor Jubini

“Há previsão de entrega de seis novas creches. Duas provavelmente só vamos conseguir em julho do ano que vem, por uma série de fatores que acabaram sendo agravados pela pandemia”, disse Juninho.

O Centro de Convivência do Idoso, também promessa do plano de governo, não deve sair do papel nesta gestão. A licitação para a unidade que ficará localizada no Parque O Cravo e a Rosa está em andamento. De acordo com a prefeitura, as obras devem ser iniciadas ainda este ano, contudo, sem previsão de conclusão.

SERRA

No município da Serra, a construção de 276 unidades habitacionais está em andamento no bairro Vila Nova de Colares. Segundo a prefeitura, “todos os esforços têm sido feitos para que elas fiquem prontas até o fim do ano”. Contudo, o contrato desta obra foi rescindido, houve uma nova licitação e o projeto foi retomado apenas em junho. Cem unidades, que fazem parte do mesmo projeto, já tinham sido entregues. O investimento total é de aproximadamente R$ 19 milhões.

Data: 02/07/2020 - ES - Serra - Obras de casas populares no bairro Vila Nova de Colares, Serra - Editoria: Cidades - Foto: Ricardo Medeiros - GZ
Obras de casas populares no bairro Vila Nova de Colares, Serra. Crédito: Ricardo Medeiros

Uma das quatro das creches que haviam sido prometidas pelo prefeito em 2020, o CMEI de Colina da Serra, ficará como pendência para o ano que vem. A construção ainda está na fase do canteiro de obras. A prefeitura também alega problemas com o antigo contrato e disse que uma nova licitação foi feita. A obra começou em março e tem previsão de conclusão para agosto de 2021.

Outro projeto que ainda não foi concluído é o novo centro administrativo da prefeitura. A obra iniciada em 2019 teve apenas 15% da atividade executada, segundo o portal da transparência do município. Questionada, a prefeitura informou que os trabalhos estão em andamento, “iniciando a fase do pavimento da cobertura (estrutura)”.

“Todos os esforços estão sendo feitos para concluir a obra dentro do cronograma, ou seja, até dezembro”, informou, por meio de nota.

O valor total da obra é de mais de R$ 16 milhões. Até o momento foram gastos R$ 2,5 milhões.

Está também previsto o início da obra da Rotatória do Ó, do Hospital Dório Silva, em Laranjeiras, uma demanda antiga do município. Serão mais de R$ 50 milhões investidos pela prefeitura. O prazo de execução é de dois anos e a continuidade vai ficar a cargo da próxima gestão.

Audifax Barcelos (Rede)

Prefeito da Serra

"Nós tocamos as obras de forma natural, normal. Tivemos algumas dificuldades na pandemia em função dos trabalhadores, mas 100% das obras foram retomadas e serão entregues dentro do nosso planejamento. Não vai ficar nenhuma obra sem acabar, e as que tiveram novos contratos feitos, terão dinheiro em caixa para serem executadas"

PROJETOS E OBRAS EM ANDAMENTO NA GRANDE VITÓRIA

VITÓRIA 

  •  Reforma do Edifício do antigo Cine Santa Cecília 
  • Descrição: Construção de 35 apartamentos, de 1 e 2 quartos para abrigar população em situação vulnerável 
  • Valor: R$ 3.535.369,07
  • Início da obra: Janeiro de 2020
  • Previsão de conclusão: Fevereiro de 2021
  • Situação: Adaptações internas estão sendo feitas. 6% da obra foram executados até o momento
  • Reconstrução de 42 casas no bairro Conquista
  • Descrição: Retirar as casas com risco estrutural, construídas em madeira ou material inadequado, e reconstruir outro imóvel em alvenaria no mesmo terreno
  • Valor: R$ 4.969.248,01
  • Início da obra: Setembro de 2019
  • Previsão de conclusão: Dezembro de 2020
  • Situação: Oito casas foram entregues. As obras estão em andamento 
  • Construção de Calçadas Públicas
  • Descrição: Reforma e adaptação de 104 calçadas de prédios públicos do município com padrões de acessibilidade
  • Valor: R$ 4,8 milhões
  • Início da obra: Fevereiro de 2020
  • Previsão de conclusão:  Fevereiro de 2021
  • Situação: 18 imóveis da Prefeitura de Vitória receberam a Calçada Cidadã, nas regiões de Maruípe, São Pedro e Jardim Camburi. Outras 13 calçadas estão em fase de conclusão na cidade.
  • Centro de Inovação do Parque Tecnológico de Vitória
  • Descrição: Construção do prédio principal que abrigará empresas de base tecnológica, laboratórios, incubadoras, entre outras
  • Valor: R$ 5.403.718,17 
  • Início: Setembro de 2017
  • Previsão de conclusão: 15 a 18 meses (início de 2019)
  • Situação: A previsão inicial de construção do prédio não se concretizou. A prefeitura diz que vai entregar até dezembro e que a obra está em estágio avançado.  
  • Ciclovia na Avenida Rio Branco 
  • Descrição: Construção de uma ciclovia no canteiro central da Avenida Rio Branco, com extensão de 1,8 km, passando pelos bairros da Praia do Canto e Santa Lúcia
  • Valor: R$ 1,6 milhão
  • Início das obras: Sem previsão
  • Previsão de conclusão: Indefinido
  • Situação: A obra não saiu do papel. Será feita em duas licitações, a primeira que compreende o trecho de Santa Lúcia ainda nesta gestão. Na Praia do Canto não houve consenso.

VILA VELHA

  • UMEI Araçás 
  • Descrição: Construção de uma unidade de educação infantil no bairro Araçás com 10 salas de aula e capacidade para 460 alunos
  • Valor: R$ 8.677.582,92
  • Início das obras: Sem previsão
  • Previsão de conclusão: Até o junho de 2021
  • Situação: Em processo de licitatório 
  • UMEI São Torquato
  • Descrição: Construção de uma creche com capacidade de atender 376 crianças de 1 a 5 anos
  • Valor: R$ 5.050.917,32
  • Início das obras: junho de 2019
  • Previsão de conclusão:  Janeiro de 2020
  • Situação: Atrasada. Sofreu atraso no cronograma por causa das fortes chuvas que atingiram a Grande Vitória no início do ano e devido à pandemia do novo coronavírus. A previsão de inauguração é o primeiro semestre de 2021.
  • UMEF Terra Vermelha 
  • Descrição: Construção de escola que atenderá 720 alunos na Educação Fundamento
  • Valor: R$ 8.789.107,48
  • Início das obras: maio de 2020
  • Previsão de conclusão:  agosto de 2021
  • Situação: Estágio inicial  
  • Unidade de Saúde de Divino Espírito Santo
  • Descrição: Construção de unidade que vai atender 150 mil pessoas
  • Valor: R$ 3,8 milhões
  • Início das obras: outubro de 2019
  • Previsão de conclusão: julho de 2020
  • Situação: Obra atrasada. Cerca de 20% da obra foi executada até o momento e a nova previsão é de entrega em dezembro de 2020. 
  • Unidade de Saúde de São Torquato
  • Descrição: Construção de unidade com capacidade para atender 80 mil pessoas
  • Valor: R$ 2,8 milhões
  • Início das obras: Novembro de 2019
  • Previsão de conclusão: Julho de 2020
  • Situação: Atrasada. Nova Previsão de entrega em dezembro de 2020. Cerca de 25% da obra foram executados. 
  • Drenagem e pavimentação Morro do Moreno 
  • Descrição: Calçamento das ruas que dão acesso e levam até o topo do Morro do Moreno
  • Valor: 1.036.039,84
  • Início das obras: Janeiro de 2020
  • Previsão de conclusão: início de 2021 
  • Situação: Drenagem foi feita nas ruas de acesso e atualmente a pavimentação está sendo feita na estrada da subida do morro.

SERRA

  • CMEI Colina da Serra
  • Descrição: Construção de um centro de educação infantil no bairro Colina da Serra com capacidade para 300 crianças
  • Valor: R$ 3,5 milhões
  • Início das obras: Fevereiro de 2019
  • Previsão de conclusão: Agosto de 2020
  • Situação: Atrasada. Houve uma nova licitação após a empresa rescindir contrato. A obra está em andamento, na fase de execução do canteiro de obras e será concluída em agosto de 2021
  • Casas populares em Vila Nova de Colares
  • Descrição: Construção de 376 unidades habitacionais para pessoas em situação vulnerável na Serra
  • Valor: R$ 19.369.912,45
  • Início das obras: abril 2020
  • Previsão de conclusão: Dezembro de 2020
  • Situação: 100 unidades foram entregues na primeira fase e outras 276 estão em andamento. O contrato anterior havia sido rescindido e a obra paralisada em janeiro de 2020. Houve nova licitação e as obras foram reiniciadas em março. Prefeitura diz que tentará entregar este ano.  
  • Novo Centro Administrativo da Serra
  • Descrição: Construção de um edifício de quatro pavimentos, em Serra-Sede, que vai abrigar secretarias da prefeitura, além de laboratórios e serviços de atendimento ao público
  • Valor total: R$ 16.804667,43.
  • Início das obras: Junho de 2019
  • Previsão de conclusão: Dezembro de 2020
  • Situação: A obra está em andamento, iniciando a fase do pavimento da cobertura (estrutura).
  • Rotatória do O
  • Descrição: Será construído um mergulhão na rotatória do Hospital Dório Silva com 150 metros, três faixas em sentido único para carros de passeio e duas faixas de mão e contramão exclusivas para o transporte coletivo
  • Valor: Cerca de R$ 50 milhões
  • Início das obras: Ainda sem data. Previsão que comece até o fim de 2020
  • Previsão de conclusão: dois anos
  • Situação: O processo de licitação para contratação da empresa que vai executar a obra da Rotatória do Ó está em andamento. A obra chegou a ser anunciada em 2014, mas por questões financeiras parou, o projeto voltou novamente em 2017, com previsão de execução de 12 meses, mas não saiu do papel. 

CARIACICA

  • Obras do orçamento participativo
  • Descrição: Realização de 343 obras selecionadas pelos moradores de Cariacica, no período de 2006-2012. A maioria delas se refere a drenagem e pavimentação de ruas. 
  • Valor: Não foi informado
  • Início: 2017
  • Previsão de conclusão: Dezembro de 2020
  • Situação: 286 foram finalizadas e 57 estão em andamento. As obras foram paralisadas em março, assim como as licitações por causa da pandemia. Os procedimentos já foram retomados.
  • CMEI Alzira Ramos 
  • Descrição: Construção de uma creche no bairro Alzira Ramos com capacidade para 240 crianças
  • Valor: R$ 1.090.573,66 
  • Início: Janeiro de 2020
  • Previsão de conclusão: maio de 2020
  • Situação: Atrasada. 52,10% de obra executada até o momento. Previsão de entrega até o fim de 2020. 
  • Centro de Referência ao Idoso
  • Descrição: Promessa do plano governo previa a construção de um centro para a Terceira Idade no Parque O Cravo e a Rosa
  • Valor: Sem definição
  • Início das obras: Previsão de ser iniciada neste ano
  • Situação: Em processo de licitação

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.