ASSINE

Vitória suspende licitação da ciclovia da Avenida Rio Branco

A decisão foi tomada depois que a prefeitura recebeu diversos projetos e sugestões a respeito da obra. Projeto da ciclovia em Santa Lúcia está mantido

Publicado em 02/07/2019 às 18h20
Ciclista passa pelo canteiro central da Avenida Rio Branco, onde prefeitura vai construir uma ciclovia       . Crédito: Guilherme Ferrari
Ciclista passa pelo canteiro central da Avenida Rio Branco, onde prefeitura vai construir uma ciclovia . Crédito: Guilherme Ferrari

A Prefeitura de Vitória suspendeu o processo de licitação para construção da ciclovia da Avenida Rio Branco, no trecho que passa pelo bairro Praia do Canto. A decisão foi tomada depois que os moradores entregaram diferentes projetos e sugestões à administração municipal. Isso aconteceu durante uma audiência pública, no dia 18 de junho.

Segundo o Secretário de Desenvolvimento da Cidade, Márcio Passos, todas as sugestões e propostas serão analisadas para que um novo projeto seja elaborado. “A fase agora é para avaliar tudo que nos foi passado na audiência pública. Nossa previsão é que em cerca de 60 dias apresentemos um novo projeto à população”, prometeu o secretário.

Inicialmente, o projeto de ciclovia defendido pela prefeitura previa a instalação da ciclovia na lateral do canteiro central, eliminando cerca de 90 vagas de estacionamento. A possibilidade de perder esses espaços  foi um dos pontos que fez os moradores discordarem do projeto municipal. Em contrapartida, eles apresentaram um projeto alternativo, mantendo as vagas de estacionamento, com a instalação da ciclovia em cima do canteiro central. Mas ele tinha sido totalmente rejeitado pela prefeitura.

Em junho, um grupo de moradores chegou a entrar na Justiça pedindo o cancelamento do processo de licitação. Segundo o secretário Márcio Passos, a decisão de agora não tem relação com esse processo. Mesmo assim, o empresário Armandinho Fontoura, que assinou a petição e é representante do movimento “A Praia do Canto Merece Mais”, afirmou que a decisão da prefeitura é uma vitória.

“A partir do momento que a prefeitura revoga a decisão, ela assume que estava errada. É uma vitória porque a nossa tese é vencedora. A prefeitura não conseguiu convencer os moradores sobre o projeto dela”, comemorou.

A decisão da prefeitura também foi comemorada pelas associações de moradores e de comerciantes da Praia da Canto. Sérgio Magalhães, presidente da associação de moradores, afirmou que isso é uma “demonstração de bom senso” da Prefeitura de Vitória. E a esperança deles agora é que a administração municipal realize o projeto apresentado por eles.

“Nas três ocasiões que encontramos a prefeitura, conseguimos provar que a grande maioria dos moradores do bairro preferem o projeto alternativo. A gente fica feliz com a decisão da prefeitura e até parabeniza a ela pela decisão. Agora esperamos que ela adote o nosso projeto”, afirmou.

Para o presidente da Associação de Comerciantes da Praia do Canto, Cesar Saad, a prefeitura ouviu os pedidos da comunidade. “Ficamos satisfeitos porque a prefeitura atendeu às nossas reivindicações. Agora, o que esperamos é que a ciclovia saia e que ela seja feita de uma maneira que não prejudique o funcionamento do comércio nem o acesso dos moradores às residências”, disse.

Santa Lúcia

Enquanto o projeto da ciclovia que vai passar pela Praia do Canto voltou para fase de elaboração, o plano inicial para o bairro Santa Lúcia segue como o previsto: o estacionamento será mantido nos dois lados da via, enquanto o paisagismo do canteiro central será removido para a construção da ciclovia.

“A licitação para o projeto da ciclovia em Santa Lúcia deve ser publicada de novo ainda em julho. Paralelo a isso, vamos voltar a dialogar com os moradores da Praia do Canto”, finalizou o secretário.

 

A Gazeta integra o

Saiba mais
praia do canto vitória

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.