ASSINE

Helder Salomão diz que não vai ser candidato a prefeito de Cariacica

Deputado federal era uma das principais apostas do PT para as eleições para prefeito na Grande Vitória. O anúncio abre caminho para a escolha de um novo candidato petista no município. Ao menos três nomes já são ventilados

Publicado em 30/01/2020 às 15h48
Atualizado em 30/01/2020 às 15h50
Helder Salomão (PT) é deputado federal e ex-prefeito de Cariacica. Crédito: Cleia Viana/Câmara dos Deputados
Helder Salomão (PT) é deputado federal e ex-prefeito de Cariacica. Crédito: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O deputado federal Helder Salomão (PT) divulgou nesta quinta-feira (30) um comunicado nas redes sociais dizendo que não será candidato a prefeito em Cariacica. O parlamentar era tratado como a principal aposta do partido para a disputa por uma prefeitura na Grande Vitória. Helder já governou o município por dois mandatos, entre 2005 e 2012. 

No comunicado, o petista indicou para a disputa pelo partido a sua ex-secretária de Educação, Célia Tavares (PT), que esteve a frente da pasta durante os oito anos de seu mandato no município. Célia foi a candidata do PT ao Senado pelo Espírito Santo nas eleições de 2018.

“Depois de muitas conversas e reflexões, decidi que não serei candidato a prefeito, mas participarei ativamente do processo eleitoral no município. Por isso, o nosso campo político está apresentando o nome da professora Célia Tavares como pré-candidata a prefeita de Cariacica. Ela foi secretária de Educação durante os oito anos da nossa administração e candidata ao Senado, em 2018, e obteve 164.845 votos. Todos teremos a oportunidade de conhece-la melhor nos próximos meses”, disse o parlamentar.

Helder destacou que pesou em sua decisão a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias na Câmara dos Deputados, posto que assumiu no ano passado. O cargo também o levou a ser indicado para o Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH).

“Tenho trabalhado muito em Brasília em defesa dos interesses do estado do Espírito Santo, dos municípios capixabas e, especialmente, de Cariacica. Minha atuação tem priorizado a defesa da democracia, da soberania nacional e dos direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras que estão sendo atacados e ameaçados pelo desgoverno Bolsonaro”, contou.

Com a saída de Helder do páreo, o PT tem outros nomes cotados para disputar a Prefeitura de Cariacica. Além de Célia, militantes do partido apontam a ex-deputada estadual Lúcia Dornellas como uma das postulantes a vaga, além do vereador da cidade André Lopes, que já declarou que se lançaria ao cargo caso Helder não se candidatasse. André, que é presidente do diretório municipal de Cariacica, afirmou que o município terá candidatura própria na cidade nestas eleições.

Veja o comunicado completo de Helder Salomão:

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.