ASSINE

Em posse de Pazolini, presidente do TCES diz que prefeitos sabiam do cenário difícil de 2021

Conselheiro Rodrigo Chamoun participou de forma virtual da posse do prefeito de Vitória e disse que os chefes dos Executivos municipais terão "baita desafio"

Publicado em 02/01/2021 às 11h39
Presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCES), conselheiro Rodrigo Chamoun
Presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCES), conselheiro Rodrigo Chamoun, participou da posse de Lorenzo Pazolini. Crédito: Reprodução/Youtube

"Começa o ano novo, mas os problemas não acabaram." Com essa mensagem, o presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCES), conselheiro Rodrigo Chamoun, chamou a atenção dos políticos empossados nesta sexta-feira (1º) para os desafios que encontrarão na gestão a partir deste ano.

Durante a cerimônia virtual de posse do prefeito Lorenzo Pazolini (Republicanos) em Vitória, o conselheiro destacou que os novos chefes dos Executivos municipais já sabiam do cenário difícil de 2021 e das repercussões relacionadas à pandemia do novo coronavírus quando se candidataram no ano passado.

"É possível que haja um recrudescimento neste de ano de 2021, por conta do comportamento do vírus, e impactará no sistema de saúde, assistência social, educação e economia. Vocês terão um baita desafio. Disputaram a eleição nesse cenário, sabiam o que estava por vir", afirmou.

Chamoun também endossou três conceitos que ele observou que embasaram os discursos do prefeito e da vice-prefeita Capitã Estéfane (Republicanos): diálogo, união e clareza sobre o que vem pela frente como desafio, e fez recomendações ao novo gestor municipal.

"É preciso prestar atenção à gestão fiscal responsável, manter equipe ética e qualificada, para garantir que as políticas públicas cheguem na ponta, para atender aos que mais precisam da atuação estatal, e garantir que as compras governamentais sejam eficientes. Ficamos na torcida para que Vitória seja uma vitrine de gestão, ética e competência", afirmou.

A posse de Pazolini e da vice foi feita de forma virtual em uma sessão híbrida, em que somente os vereadores compareceram presencialmente à Câmara de Vitória. 

APOIO DE ERICK MUSSO

Um dos principais aliados políticos de Pazolini atualmente, responsável, inclusive, por levá-lo ao atual partido dele, o presidente da Assembleia Legislativa, Erick Musso (Republicanos), participou da posse do prefeito de Vitória e também discursou, com uma fala até mais longa do que a do próprio prefeito.

Erick enfatizou que a administração deverá ser conduzida com diálogo, união e com ação, "para fazer de Vitória a melhor capital da federação". Ao contrário de Pazolini, que não citou a acirrada campanha eleitoral, ele rebateu os ataques recebidos pelo grupo político no período.

"Um grupo tido como jovem, atacado em muitos momentos como um grupo que queria o poder para pura e simplesmente se perpetuar.  Que foi tachado como grupo criminoso. Como poderia ser, com um delegado de Polícia, auditor do Tribunal de Contas? Agora nosso coração está leve, limpo", afirmou.

Posse do prefeito de Lorenzo Pazolini na Câmara de Vitória
Posse do prefeito de Lorenzo Pazolini na Câmara de Vitória. Crédito: Mariana Duarte /CMV

Erick está encerrando seu segundo biênio na presidência da Assembleia e deve disputar uma a reeleição para a cadeira, em 1º de fevereiro. No discurso, deputado fez acenos para o governador Renato Casagrande (PSB).

"Vamos olhar para a frente, esquecer as divergências políticas, ideológicas, quando o interesse da sociedade estiver colocado em cima da mesa. Vamos esquecer tudo, vamos pensar no povo. Recebemos dinheiro desse caixa único, somos servidores públicos, funcionários do povo. A soberba é a antessala do fracasso e a humildade leva o ser humano a lugares inimagináveis", declarou.

Também participou da posse de Pazolini a presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), Cristiane Samorini. 

Após a sessão de posse, os vereadores de Vitória iniciaram uma segunda etapa da reunião, para realizar a eleição da Mesa Diretora da Casa. Foi eleito o vereador Davi Esmael (PSD), com 13 dos 15 votos.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.