ASSINE

Bolsonaro "menospreza a pandemia", diz Casagrande sobre pronunciamento

Governador do Espírito Santo comentou fala de presidente na TV na noite desta terça-feira (24); ele afirmou que discurso do presidente atrapalha os Estados e municípios

Publicado em 24/03/2020 às 21h42
Atualizado em 26/03/2020 às 16h22
Reunião da Cúpula de Segurança do ES com o Governador Renato Casagrande
Crítica de Casagrande foi por meio das redes sociais. Crédito: Fernando Madeira

Na noite desta terça-feira (24), o governador Renato Casagrande (PSB) criticou o pronunciamento feito pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), em rede nacional de televisão, a respeito do novo coronavírus. O posicionamento aconteceu por meio de um de seus perfis oficiais na internet. Casagrande disse que o presidente "menospreza os efeitos da pandemia".  

Em seu pronunciamento, o presidente voltou a minimizar a gravidade da doença e da pandemia, criticou o fechamento de escolas e culpou a mídia. Em um trecho direcionado a governadores e prefeitos, Bolsonaro falou ser necessário abandonar o "conceito de terra arrasada" e o "confinamento em massa".

O chefe do Executivo do país também afirmou que "são raros os casos fatais de pessoas sãs com menos de 40 anos" e que o grupo de risco é de "pessoas acima dos 60 anos de idade. Então, por que fechar escolas?", questionou. O pronunciamento durou cerca de cinco minutos. Abaixo você pode conferir a fala completa de Bolsonaro:

Além da reação do governador do Espírito Santo, a fala do presidente também gerou panelaço em diversas cidades do país, incluindo Vitória. Em vídeos enviados por leitores de A Gazetaé possível ouvir gritos de "Mito" e "Fora, Bolsonaro" em condomínios da capital capixaba. Parlamentares também reagiram, incluindo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que disse que o "Brasil precisa de uma liderança séria e responsável"Deputados e senadores capixabas criticaram o presidente, entre eles Fabiano Contarato (Rede) e Felipe Rigoni (PSB).

No Twitter, após a fala do presidente na TV, o prefeito de Vitória, Luciano Rezende (Cidadania), escreveu sobre seguir a ciência para vencer a pandemia, sem, no entanto, citar Bolsonaro.

De acordo com o último boletim da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa), publicado nesta terça-feira (24), o Espírito Santo tem 33 casos confirmados do novo coronavírus, dos quais seis diagnosticados seguem internados. No país, já são mais de 2 mil pessoas com a doença e 46 mortes.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.