ASSINE

Professor baleado em Linhares teria elogiado namorada de suspeito

Namorada do suspeito de atirar em Erick Alves Jatobá disse em depoimento que professor teria dito que ela era muito bonita, deixando o namorado dela com ciúmes. Vítima segue em coma induzido

Tempo de leitura: 3min
Colatina
Publicado em 10/05/2022 às 15h35
O professor de matemática, Erick Alves Jatoba, foi baleado na cabeça ao sair de escola em Linhares
Professor de matemática, Erick Alves Jatoba, foi baleado na cabeça ao sair de escola em Linhares. Crédito: Acervo pessoal

Vinte dias após ser baleado em frente a escola onde dava aulas, em Linhares, o professor de matemática Erick Alves Jatobá continua internado em estado grave no Hospital Rio Doce. O crime ocorreu no dia 20 de abril e foi motivado por ciúmes. A namorada do suspeito de ser o atirador — Gustavo Cardoso dos Santos, de 20 anos — confirmou, em depoimento para o delegado Tiago Cavalcante, responsável pela investigação, que a vítima a teria elogiado e, enciumado, o namorado dela cometeu o crime.

“Ela disse que, ao passar em uma praça, foi abordada pelo professor, que perguntou se ela teria sido ex-aluna dele e fez um elogio, dizendo que ela era muito bonita. O filho dessa mulher, de 8 anos, estava com ela no momento e comentou com o namorado dela (Gustavo). Ele ficou com raiva o suficiente para querer matar o professor”, afirmou o delegado em entrevista ao repórter Eduardo Dias, da TV Gazeta Norte.

Gustavo Cardoso dos Santos, de 20 anos, confessou o crime contra o professor.
Gustavo Cardoso dos Santos, de 20 anos, confessou o crime contra o professor. Crédito: Polícia Civil | Divulgação

Em depoimento, a mulher disse ainda que, na época do crime, estava em um relacionamento com o suspeito há cerca de um mês. Ainda houve outra situação em que ela passou pela escola e cumprimentou o professor, em tom de brincadeira. O fato teria deixado Gustavo com mais ciúmes.

Erick Alves Jatobá foi baleado no peito e na cabeça. Desde a data do crime, a vítima está internada no Hospital Rio Doce. Para a reportagem da TV Gazeta Norte, o hospital confirmou que o professor continua em estado grave e segue em coma induzido.

PROFESSOR NÃO CONHECIA OS SUSPEITOS

Além de Gustavo Cardoso dos Santos, outros dois adolescentes, ambos de 17 anos, foram apreendidos por envolvimento no caso menos de 24 horas após os disparos. Imagens de videomonitoramento mostram o momento do crime, no horário de saída da Escola Estadual de Ensino Fundamental (EEEF) José de Caldas Brito, no bairro Araçá. O educador aparece indo cumprimentar dois dos autores do crime e depois sendo baleado quando entrava no carro.

Segundo o delegado, apesar da interação entre eles, o professor não conhecia os suspeitos. “Foi a forma que o suspeito utilizou para conseguir identificar o professor. Ele chamou o pelo Erik, que foi em direção a eles, e perguntou se o professor estaria dando em cima da namorada dele. O professor disse que não e voltou para o carro”, disse Cavalcante.

A princípio, havia a suspeita de participação de ex-aluno no crime, o que foi descartado pela investigação da Polícia Civil.

Gustavo está preso na Penitenciária Regional de Linhares (PRL) e, segundo a polícia, vai responder por tentativa de homicídio qualificado, pela futilidade e impossibilidade de defesa. Já os dois responderão por ato infracional análogo ao crime de tentativa de homicídio e foram encaminhados para o Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) Norte.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.