ASSINE

Envolvidos em crime que deixou inocente morto e mulher paraplégica são presos no ES

A Polícia Civil da Serra colocou atrás das grades o quinteto que assassinou um adolescente de 16 anos no bairro Central Carapina, no dia 31 de janeiro. A ação do grupo ainda resultou em uma mulher atingida por um tiro que a deixou paraplégica

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 11/03/2021 às 13h24
Serra
No dia seguinte ao crime, dezenas de cápsulas foram encontradas próximas de onde o jovem foi assassinado. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

Mais um caso solucionado e com cinco responsáveis por um crime cruel presos. Na manhã desta quinta-feira (11), a Polícia Civil divulgou as imagens dos envolvidos no homicídio do adolescente Wallace Souza de Jesus, de 16 anos, no bairro Central Carapina, na Serra, ocorrido no dia 31 de janeiro deste ano.

Além do jovem, outras duas pessoas foram atingidas pelos disparos, sendo uma delas uma mulher de 21 anos, que acabou paraplégica ao tentar proteger a filha de apenas dois meses de vida. Ela acabou atingida por um tiro na coluna cervical e perdeu os movimentos das pernas.

O responsável pelas investigações e prisões, foi o delegado Rodrigo Sandi Mori, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa da Serra. Ele e a equipe da DHPP do município prenderam Bruno de Oliveira, o Juninho Capeta, que era o principal alvo das investigações. Segundo o chefe da DHPP, o homem de 23 anos é o atual chefe do tráfico de drogas a região da "Favelinha", em Central Carapina, e foi detido no bairro Laranjeiras.

Serra
Jackson Rodrigues, Adrian de Oliveira, Bruno de Oliveira e Christian Alves Aniceto foram presos pelo homicídio ocorrido no fim de janeiro. Além do quarteto, um menor de 17 anos também foi detido pelo crime de um jovem de 16 anos. Crédito: Divulgação/Polícia Civil

O chefe da Polícia Civil no Estado, José Darcy Arruda, explicou porque Juninho Capeta estava solto, mesmo tendo uma ficha criminal extensa e por diversos crimes. Segundo ele, quando um preso possui bom comportamento no sistema prisional, ele pode receber o benefício da "saidinha temporária". Foi justamente por isso que o criminoso estava em liberdade e conseguiu planejar o assassinato.

Já o delegado Sandi Mori explicou que a motivação para o assassinato brutal – Wallace foi morto com 12 tiros– foi a disputa intensa pelo controle do comércio de entorpecentes na região. Ele ainda deu detalhes da dinâmica em Central Carapina no momento em que os criminosos abriram fogo.

"Foi um dos casos mais comoventes que já investigamos na DHPP Serra. Na noite do crime estes cinco indivíduos, a bordo de um veículo, receberam informações de que traficantes rivais estavam próximos de um bar na região da 'vala', em Central Carapina, e foram até o local. Como não os encontraram, eles mataram o primeiro que viram pela frente. Este era o Wallace. Sobre as mulheres, elas não foram vítimas de balas perdidas e sim alvos da covardia destes criminosos, com desprezo pela vida. Eles atiraram para matá-las", enfatizou o delegado.

DEMAIS PRESOS

Os outros detidos são Christian Keinan Alves Aniceto, o Carioca, de 28 anos, que confessou participação no homicídio do menor de idade e foi preso no Hospital de Urgência e Emergência, o antigo Hospital São Lucas, em Vitória. Além dele, também está atrás das grades Jackson Rodrigues Bruce, o "JK", de 24 anos, que admitiu ter envolvimento no crime.

Serra
Os traficantes abriram fogo em frente a um bar na "Região da Vala", em Central Carapina, no dia 31 de janeiro. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

Os últimos dois detidos são Adrian da Silva Oliveira, de 20 anos, conhecido como Gordinho, que foi preso no mesmo bairro onde ocorreu o tiroteio que resultou na morte do adolescente de 16 anos, e o menor E.P.S, de 17 anos, conhecido no mundo do crime como "2D". Este último foi encontrado também em Central Carapina e confessou ter ajudado no assassinato.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.