ASSINE

Polícia investiga morte de professor de História de Vila Velha

A Polícia Civil informou, por meio de nota, que o caso foi registrado como morte a esclarecer. O corpo da vítima foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) para ser liberado pelos familiares

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 08/03/2021 às 16h47
Revson era professor de História do Up
Polícia investiga morte do professor Revson Ost, morador de Vila Velha . Crédito: Reprodução | Facebook

Polícia Civil investiga a morte do professor de História e morador de Vila Velha, Revson Ost, de 43 anos, ocorrida nesta segunda-feira (8). Ele era formado pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). Segundo amigos próximos, ele estava hospitalizado no Hospital Estadual de Urgência e Emergência, em Vitória, desde o último sábado (6), após ser agredido em um posto de gasolina do bairro Santa Mônica Popular. 

De acordo com o também professor Gean Jaccoud, de 33 anos, o amigo foi agredido durante um assalto. Detalhes sobre o velório e sepultamento ainda não foram divulgados. "A família está em dificuldade financeira e, como foi morte violenta, aparentemente um latrocínio, ele ficou muito machucado e, por isso, não se sabe se haverá velório aberto. Eu trabalhei com Revson em muitos locais, no Projeto Universidade para todos, na Contec e no colégio Up, foram mais de 10 anos de parceria", contou.

Para Jaccoud, Revson era uma pessoa muito querida por todos. "Ele era visualmente icônico. Grandalhão, forte, cabeludo, falava alto. Mas por dentro era um doce de pessoa, além de ter sido um professor fantástico. A morte dele foi uma perda gigantesca. Ele deixou dois filhos, sendo uma menina e um menino. O acontecimento foi brutal e bastante traumático, que ele tenha o descanso merecido e que a família consiga ser confortada pelo carinho dos que o queriam bem", disse. 

Para Ingrid Nerys, de 24 anos, ex-aluna do professor de História, Revson fazia com que todos se apaixonassem pela matéria. "Ele era excepcional. Uma figura única, com certeza. Tinha quase dois metros de altura, que podia assustar quem não o conhecia, mas era um doce. Dedicado demais, produzia aulas gratuitas de história no YouTube. Um verdadeiro apaixonado por História e fazia todos os alunos se apaixonarem também. Me interessei muito sobre história medieval por causa dele. O mundo perdeu uma pessoa incrível", afirmou.

Demandada, a Polícia Civil informou, por meio de nota, que o caso foi registrado como morte a esclarecer. O corpo da vítima foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória para ser liberado pelos familiares e para ser feito o exame cadavérico.

Também segundo a PC, apenas após os exames será possível confirmar a causa da morte do professor. "A assessoria não tem autorização de passar informações sobre identificação e liberação de corpos, essas informações só são passadas com autorização das famílias das vítimas", informou a nota.

Também acionada pela reportagem, a Polícia Militar informou que não foi encontrado acionamento para atender ocorrência.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.