ASSINE

Polícia continua à procura do suspeito de matar ex-mulher em Guaçuí

Erica foi encontrada morta nesta terça-feira (15), após ser obrigada a entrar no carro do ex-marido

Cachoeiro
Publicado em 16/12/2020 às 19h12
Jovem é encontrada morta em estrada de Guaçuí e ex-marido é principal suspeito
Jovem é encontrada morta em estrada de Guaçuí e ex-marido é principal suspeito. Crédito: Divulgação Polícia Militar

Polícia Civil continua à procura do ex-marido de Erica de Jesus Bonometti. Ele é o principal suspeito de matar a jovem nesta terça-feira (15), em Guaçuí, no Caparaó Capixaba

Na delegacia da cidade, a informação é que o delegado do caso encaminhou à Justiça um pedido de prisão contra o suspeito, mas ainda não há confirmação se o mandado foi emitido.

Segundo a Polícia Militar, Erica estava no carro de uma amiga, quando o ex-marido dela provocou uma colisão contra o veículo e a obrigou a seguir viagem com ele. Momento depois, ela foi encontrada morta às margens de uma estrada, na zona rural do município. O carro que ele dirigia do em que Erica foi morta foi localizado e apreendido.

Polícia Civil informou, por meio da Delegacia de Guaçuí, que estão sendo realizadas diligências e levantamentos e até a tarde desta quarta-feira (16) ninguém havia sido detido. Ainda segundo a polícia, para que a apuração dos fatos seja preservada, não há outras informações que possam ser divulgadas no momento.

Pessoas próximas ao casal disseram à polícia que eles estavam separados, porém, o suspeito não aceitava a separação e, recentemente, tinha ameaçado pegar os dois filhos que tem com ela.

A Polícia Civil destaca que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas.

O CASO

Erica de Jesus Bonometti, de 31 anos, foi encontrada morta na tarde desta terça-feira (15), na estrada de São Romão, zona rural de Guaçuí, no Caparaó Capixaba. O ex-marido dela é o principal suspeito. Segundo a Polícia Militar, por volta das 12h, desta terça (15), ele encontrou Erica vindo de Dores do Rio Preto com uma amiga que dirigia um veículo e para conseguir pegar a ex-mulher, ele provocou uma colisão com o carro, tirou ela a força e obrigou que ela fosse para o carro dele.

Momento depois, a polícia foi informada que um corpo havia sido encontrado na estrada rural em direção a São Romão. Quando chegaram ao local, os militares confirmaram que se tratava de Erica. Ela foi encontrada com lesões na cabeça e uma pedra que estava próxima ao corpo pode ter sido usada no crime, no entanto, a polícia reforça que só a perícia pode confirmar a causa da morte.

CORPO PRECISOU IR PARA VITÓRIA PARA SER LIBERADO

Devido à falta de médico-legista no Serviço Médico-Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim, a família de Erica precisou arcar com as despesas de uma funerária para conseguir liberar o corpo. Caso ficasse em Cachoeiro, a previsão é que o corpo de Erica fosse liberado apenas na sexta-feira, dia 18.

Este vídeo pode te interessar

A Gazeta integra o

Saiba mais

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rápido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem.

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta.

Logo AG Modal Cookies

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.