ASSINE

Geladeira do SML dá defeito e mau cheiro incomoda vizinhos em Cachoeiro

No local, é feita a necropsia dos corpos da Região Sul do ES. "É horrível, porque você não pode ficar de janela aberta. Se sentar na mesa para almoçar, você não consegue, porque o mau cheiro é muito grande", diz uma moradora

Cachoeiro
Publicado em 08/12/2020 às 10h54
Fachada do SML de Cachoeiro onde estão 23 corpos para apenas 18 gavetas disponíveis
Fachada do SML de Cachoeiro. Crédito: Foto do leitor

Quem mora perto do Serviço Médico Legal (SML) de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, está incomodado com o cheiro forte que está na rua e na vizinhança. O local, de onde está saindo o odor, desde a segunda-feira (6), é o destino de todos os corpos da região que passam pela necropsia.

Segundo a Luzia Cansi Bernardes, que mora em frente ao SML, o cheiro está tão forte que atrapalha os momentos de refeição dentro de casa. “É horrível, porque você não pode ficar de janela aberta. Se sentar na mesa para almoçar, você não consegue, porque o mau cheiro é muito grande.”

Alessandra Cristina do Nascimento precisou ir ao SML nesta segunda-feira (7). Ela ficou aguardando atendimento pela manhã e teve que voltar à tarde, quando o cheiro permanecia forte.“É uma coisa que a gente não precisa de passar, porque a gente paga imposto”, disse.

O mau cheiro se espalhou na rua e surpreendeu a Cristiane Moreira, que afirmou até se sentir mal com a situação. "É uma situação constrangedora, não é legal não. Eu não conseguiria viver, não conseguiria viver com cheiro de podre", desabafa.

Nesta terça-feira (8), os moradores relataram que o cheiro permanece forte na rua e, por isso, precisam fechar a casa toda para amenizar o odor nas residências. O SML fica na Rua Deodoro da Fonseca, no bairro Independência.

O QUE DIZ A POLÍCIA CIVIL 

Polícia Civil explicou que uma das geladeiras do SML apresentou problemas e a previsão é de que até quarta-feira (9) a peça que precisa ser trocada chegue e a geladeira seja consertada. Enquanto isso, os corpos estão sendo transferidos para outra geladeira.

Com informações da TV Gazeta Sul

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.