ASSINE

Pai e madrasta são presos por manter criança em cárcere privado no ES

Segundo a Polícia Civil, o casal foi preso durante a Operação Pacificação, com objetivo de reduzir os índices criminais na região. Eles tiraram a menina de 7 anos da escola, a mantinham trancada em um quarto e a espancavam com frequência

Publicado em 22/05/2020 às 13h40
Atualizado em 22/05/2020 às 13h41
Pai e madrasta são presos durante operação por manter criança em cárcere privado no ES
O casal foi preso durante a operação Pacificação que mobilizou 126 policiais civis e militares em Linhares. Crédito: Divulgação

Um homem e uma mulher foram presos na manhã desta sexta-feira (22), no bairro Jocafe, em Linhares, Região Norte do Espírito Santo, pela prática de crime de cárcere privado e maus tratos contra uma criança de 7 anos de idade. Os detidos seriam pai e madrasta da vítima.

De acordo com o delegado Fabrício Lucindo, chefe da 16ª Delegacia Regional de Linhares, os suspeitos tiveram os mandados de prisão expedidos pela Justiça após as investigações. “Pelo que foi apurado, a criança era mantida presa em um quarto, e eles entregavam comida a ela por um buraco como se fosse um bicho. A criança foi tirada da escola, apanhava dos pais continuamente, então foi tudo configurado que ocorria maus tratos. A menina estava retida naquele lugar”, afirmou.

Segundo o delegado, a forma como a criança vivia já era investigada pela polícia, que conseguiu na Justiça o mandado de prisão dos suspeitos. “É uma crueldade extrema e nem com os animais de estimação fazemos uma coisa como essa, imagina com um ser humano, criado dessa forma, uma criança apenas”, disse.

Agora, os detidos vão responder pelos crimes de maus tratos e cárcere privado. “São dois crimes que eles cometeram e a pena pode chegar de 5 a 15 anos de prisão, a depender agora da Justiça”, ressaltou.

A criança foi atendida pelo Conselho Tutelar de Linhares e reintegrada a uma pessoa da família. “É um caso de realmente muita crueldade, chama atenção do nosso município e nos deixa muito triste. O Conselho Tutelar atuou e está atendendo essa criança”, comentou a secretária de Assistência Social de Linhares, Luciana Mantovanelli Amorim.

Operação policial cumpre 21 mandados de busca e apreensão em Linhares
Operação cumpriu 21 mandados de busca e apreensão em vários bairros de Linhares e Sooretama. Crédito: Sesp/Divulgação

OPERAÇÃO PACIFICAÇÃO

A Operação Pacificação foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (22) nos municípios de Linhares e Sooretama com o objetivo de reduzir os índices de criminalidade na região. Ao todo, 126 policiais, sendo 94 da Polícia Militar e 32 da Polícia Civil, participaram das ações.

Em Linhares, foram apreendidas duas armas de fogo, revólveres, e criminosos que foram presos em flagrante pela prática de crime de posse ilegal de arma de fogo, além de munições.

Na cidade, além da prisão do casal suspeito de cárcere privado e maus tratos, um homem foi preso no bairro Interlagos pelo crime de tráfico de entorpecentes e outro por estupro.

Em Sooretama, foram cumpridos dois mandados de prisão, um pelo crime de tráfico de entorpecentes e associação para o tráfico e o outro suspeito foi preso por lesão corporal, crime vinculado à Lei Maria da Penha.

Os detidos foram encaminhados para os presídios de Xuri, na Grande Vitória, Penitenciária Feminina de Colatina e para a Penitenciária Regional de Linhares.

Com informações de Eduardo Dias, da TV Gazeta Norte

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.