ASSINE

Operação com 126 policiais cumpre mandados de busca e apreensão em Linhares

O helicóptero do Notaer e cães farejadores também participam das ações, que visam combater a criminalidade na Região Norte do ES

Publicado em 22/05/2020 às 08h38
Atualizado em 22/05/2020 às 08h38
Operação policial cumpre 21 mandados de busca e apreensão em Linhares
A operação começou por volta das 6h desta sexta-feira (22) e deve cumprir 21 mandados de busca e apreensão. Crédito: Sesp/Divulgação

Uma operação deflagrada na manhã desta sexta-feira (22), envolvendo a Polícia Civil e a Polícia Militar cumpre mandados de busca e apreensão no município de Linhares, na Região Norte do Espírito Santo. Ao todo, 126 policiais participam das ações.

Os trabalhos começaram por volta das 6h, quando várias viaturas foram em direção aos endereços que são alvos das buscas. Segundo o secretário de Estado da Segurança Pública (Sesp), Alexandre Ramalho, oito bairros são alvo da operação.

“Nós começamos praticamente às 6 horas da manhã, já temos armas apreendidas, já temos pessoas presas com mandado de prisão em aberto, mas ainda tudo muito recente, não temos um resultado final. Passaremos ao final da operação”, comenta.

Ainda segundo Ramalho, a operação foi deflagrada após várias denúncias de moradores que repassaram informações sobre como os criminosos agem na região. “Pontos de denúncias da própria comunidade, um clamor das comunidades para que as polícias estivessem em alguns locais, selecionamos essas denúncias, o Serviço de Inteligência, diante dessas informações, depurou melhor e resultou em 21 mandados de busca e apreensão”, ressalta.

Operação policial cumpre 21 mandados de busca e apreensão em Linhares
Ao todo, 126 policiais civis e militares participam das ações que deve percorrer oito bairros da cidade. Crédito: Sesp/Divulgação

Participam da operação 94 policiais militares e 32 policiais civis, além do helicóptero do Núcleo de Operações e Transporte Aéreo (Notaer) e cães farejadores.

Sobre as denúncias, Ramalho enfatiza que a ajuda da população é muito importante. “Essa é uma ferramenta gerencial importantíssima, que comunica diretamente lá na ponta, são os olhos da polícia, vamos assim dizer, dentro das comunidades. Pedimos que as comunidades continuem denunciando”, reforça o secretário.

Com informações de Eduardo Dias, da TV Gazeta Norte

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.