ASSINE

Mulher é encontrada morta com sinais de pauladas em cama na Serra

Vizinha encontrou o corpo da vítima e acionou a polícia. O nome da mulher morta não foi divulgado. Caso aconteceu no bairro Jardim Carapina

Tempo de leitura: 2min
Vitória
Publicado em 13/05/2022 às 12h23
Mulher é encontrada morta deitada na própria cama na Serra, ES
Mulher é encontrada morta deitada na própria cama na Serra, ES. Crédito: Oliveira Alves

Uma mulher de 47 anos foi encontrada morta dentro de casa, deitada na cama, em Jardim Carapina, na Serra, na noite desta quinta-feira (12). Uma vizinha foi quem encontrou o corpo e acionou a polícia. De acordo com informações apuradas pela equipe da TV Gazeta, a mulher tinha sinais de pauladas e facada no corpo. 

O nome da mulher morta não foi divulgado. A vizinha, que não quis se identificar, não imagina o motivo pelo qual o crime aconteceu.

Segundo ela, a mulher assassinada morava em Feu Rosa, mas há um mês alugou a casa em Jardim Carapina, embora tenha ido ao local apenas duas vezes. A vítima foi vista pela última vez na madrugada desta quinta.

"Me deu vontade de fumar um cigarro e resolvi subir até a porta dela e bater. Quando bati, encontrei ela morta em cima da cama. Pelo que a polícia falou, ela teve furo no pescoço, paulada nas costas e soco no rosto", disse a vizinha.

Este vídeo pode te interessar

A Polícia Militar informou que agentes foram até a residência da vítima e constataram que a mulher estava sem vida, em cima da cama, e a Polícia Civil foi acionada.

Em nota, a Polícia Civil afirmou que o caso é investigado pela Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Mulher (DHPM), e até então nenhum suspeito pelo crime foi preso. Investigadores da polícia foram ao bairro na manhã desta sexta-feira (13) para buscar mais informações.

Também durante a manhã desta sexta a irmã da vítima esteve no Departamento Médico Legal (DML) de Vitória para liberar o corpo, mas não quis dar entrevista.

Com informações do g1/ES e da TV Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.