ASSINE

Motorista que atropelou motociclista em Cariacica e fugiu é identificado

De acordo com a Polícia Civil, o condutor da caminhonete será intimado. O caso segue sob investigação e o nome do motorista até o momento não foi divulgado

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 28/07/2021 às 19h10
Motorista da Hilux invadiu a faixa onde estava a moto
Motorista da Hilux invadiu a faixa onde estava a moto. Crédito: Foto leitor

O suspeito de atropelar a motociclista Viviane da Silva Malosto, de 31 anos, na noite desta segunda-feira (26), em Cariacica, já foi identificado. De acordo com a Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (DDT), o condutor da caminhonete será intimado para prestar esclarecimentos sobre o fato. O caso segue sob investigação e o nome do motorista até o momento não foi divulgado.

Cariacica
Viviane da Silva Malosto estava de moto quando foi atingida por caminhonete. Crédito: Arquivo da Família

O condutor, apontado por testemunhas como sendo um sargento da Polícia Militar, teria fugido após o acidente, sem prestar socorro. Sobre a afirmação, a PM informou, por meio de nota, que aguarda o relatório final do processo investigatório por parte da Polícia Civil, "principalmente a identificação do real condutor que provocou o acidente, para que a Corregedoria possa tomar as providências cabíveis decorrentes dessa apuração".

Viviane, que trabalha no Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases), ficou gravemente ferida em virtude do acidente. Moradores do bairro Tabajara, onde ocorreu a colisão, por volta das 19h desta segunda (26), contaram aos policiais que a caminhonete, modelo Hilux, teria invadido a faixa onde estava a moto. O condutor fugiu e o veículo foi abandonado em uma rua próxima.

Motociclista ficou gravemente ferida após ser atingida por caminhonete em Cariacica
Motociclista ficou gravemente ferida após ser atingida por caminhonete em Cariacica. Crédito: Foto leitor

SAÚDE DA VÍTIMA

De acordo com o irmão da vítima, Max Paulo da Silva Malosto, de 35 anos, Viviane precisou passar por uma cirurgia no Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), mas passa bem. "Ela está bem, na medida do possível. Ainda hoje já iria para a enfermaria. Não estamos podendo vê-la ainda, mas nossa mãe já conseguiu. Ela teve que colocar um fixador externo na perna esquerda, que foi fraturada. Correu tudo bem na cirurgia e ela está mexendo os dedos do pé esquerdo", contou.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Cariacica Polícia Civil Polícia Militar acidente motocicleta trânsito

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.