ASSINE

Morre jovem baleado na cabeça durante roleta-russa em festa, em Guaçuí

A arma do crime foi encontrada pela polícia, mas o suspeito de ter atirado em Eduardo Carvalho Vieira, de 18 anos, não foi localizado

Cachoeiro de Itapemirim / Rede Gazeta
Publicado em 13/04/2021 às 17h29
A arma utilizada foi encontrada pela Polícia Militar, próximo a residência, embaixo de folhas secas
A arma utilizada foi encontrada pela Polícia Militar, próximo a residência, embaixo de folhas secas. Crédito: Polícia Militar

O jovem Eduardo Carvalho Vieira, de 18 anos, que foi baleado na cabeça durante uma "brincadeira" de roleta-russa, em Guaçuí, no Caparaó Capixaba, morreu nesta terça-feira (13). A informação foi confirmada pela Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim, onde o rapaz permanecia internado.

O incidente aconteceu durante a tarde de segunda-feira (12), na comemoração do aniversário de 18 anos do rapaz. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros em estado grave e levado para o pronto-socorro de Guaçuí. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) transferiu o jovem para a Santa Casa de Misericórdia de Cachoeiro de Itapemirim.

ROLETA-RUSSA

O caso aconteceu na zona rural do município, em uma casa às margens da rodovia ES 484, que liga o município de Guaçuí a São José do Calçado. Segundo a Polícia Militar, duas testemunhas contaram que Eduardo Carvalho Vieira estava baleado dentro da residência. A vítima estava no sofá, ainda lúcida, mas havia uma hemorragia no local do disparo.

Duas testemunhas contaram aos militares que estavam fazendo um churrasco para comemorar o aniversário da vítima, quando uma terceira pessoa pegou um revólver, retirou as munições e falou que iria "brincar" de roleta-russa. Os jovens disseram que quando ele apontou a arma em direção a Eduardo Carvalho Vieira e puxou o gatilho, na segunda vez, a arma disparou, acertando a cabeça.

Os jovens não souberam informar dados do suspeito que atirou e fugiu do local. A arma do crime, um revólver taurus calibre 38 com uma cápsula deflagrada no tambor, foi encontrada próximo à residência, em um barranco, debaixo de algumas folhas secas.

Segundo a Polícia Civil de Guaçuí, o caso é investigado, mas nenhum suspeito foi preso pelo crime.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.