ASSINE

Marido que matou técnica em enfermagem na Serra é preso na Bahia

Jaciara da Silva de Moura, de 32 anos, foi assassinada com golpes de faca na madrugada de 15 de março no bairro Vila Nova de Colares. Segundo a Polícia Civil, ela foi morta pelo marido, que a golpeou com 33 facadas e fugiu do local

Publicado em 23/03/2021 às 11h14
Atualizado em 23/03/2021 às 11h15
Zezito Pereira da Silva Filho se apresentou acompanhado de um advogado
Zezito Pereira da Silva Filho se apresentou acompanhado de um advogado. Crédito: Reprodução/TV Gazeta

O acusado de matar a técnica em enfermagem Jaciara da Silva de Moura, de 32 anos, na Serra foi preso na Bahia no último fim de semana. Zezito Pereira da Silva, de 41 anos, confessou ter matado a companheira.

Na última semana, ele chegou a se apresentar na Polícia Civil, mas foi liberado pelo delegado por não ter situação de flagrante.

Agora, com o mandado de prisão em mãos, policiais civis da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Mulher (DHPM), com apoio operacional de policiais civis e militares da Bahia, prenderam Zezito.

Jaciara da Silva de Moura, de 32 anos, foi assassinada a facadas
Jaciara da Silva de Moura, de 32 anos, foi assassinada a facadas. Crédito: Reprodução / TV Gazeta

A prisão ocorreu em Ilhéus. "O Inquérito Policial que investiga o caso segue em andamento na DHPM e detalhes do Inquérito só serão divulgados ao final das investigações para preservar a apuração dos fatos", disse a Polícia Civil em nota.

Jaciara foi assassinada com golpes de faca na madrugada de 15 de março no bairro Vila Nova de Colares. Segundo a Polícia Civil, ela foi morta pelo marido, que a golpeou com 33 facadas e fugiu do local.

O crime aconteceu pouco antes de 1h na casa onde o casal morava. De acordo com informações da Delegacia de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), a filha do casal, de 11 anos, presenciou o crime. Ao ver o pai atacando a mãe com uma faca, a menina saiu de casa para pedir ajuda na rua. No entanto, quando os vizinhos chegaram à residência, o homem já havia fugido.

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.