ASSINE

Jovem que abandonou cães em apartamento é internada em clínica no ES

Abalada com a situação, mãe da suspeita de abandonar animais contou que ela passa por uma avaliação médica. Delegacia Especializada de Proteção ao Meio Ambiente tomou ciência dos fatos e um Inquérito Policial será instaurado

Vitória
Publicado em 11/01/2021 às 13h34
Imagens fortes mostram o interior do apartamento onde foram encontrados 11 animais mortos e quatro cachorros maltratados
Imagens fortes mostram o interior do apartamento onde foram encontrados 11 animais mortos e quatro cachorros maltratados. Crédito: Reprodução

A jovem de 21 anos acusada de abandonar animais dentro de um apartamento no Centro de Vila Velha foi internada em uma clínica psiquiátrica. Na última sexta-feira (08), a Guarda de Vila Velha, após denúncias de moradores, encontrou  cães e gatos mortos no local e  outros quase tendo o mesmo destino. Nesta segunda (11), a Polícia Civil informou que investiga o caso. De acordo com nota da PC, a Delegacia Especializada de Proteção ao Meio Ambiente tomou ciência dos fatos e um Inquérito Policial será instaurado para a apuração do caso.

Segundo a mãe da jovem, de 40 anos, responsável por um abrigo para animais, que preferiu não se identificar, os cães sobreviventes foram levados para um rancho em Vila Velha.

"Estou muito abalada. Não estou recebendo informações sobre os animais, mas parece que estão bem. Fazia três meses que eu não ia no apartamento, porque tenho uma doença autoimune. Antes da pandemia eu ia três vezes por semana lá. Ela (a filha) me enganou, assim como enganou os amigos, dizendo que estava tudo bem. Soube que ela estava na casa de alguém, mas ainda não sei ao certo, ela está internada, sendo avaliada por uma equipe em uma clínica psiquiátrica. Eu desconhecia a informação de que ela não estaria lá, se soubesse, jamais teria deixado acontecer. Meu abrigo está cheio de animais bem tratados e bem cuidados", contou chorando.

A advogada da família da jovem contou que a mãe da menina está muito abalada. "Ela vem sofrendo ameaças nas redes sociais. Tem gente querendo matar mãe e filha. Pensei em impetrar um Habeas Corpus preventivo e até depois pedir indenização porque estão difamando a mãe nas redes. Mas minha primeira providência foi ir ao cartório interditar a filha, já que ela chegou a ser encontrada na rua, em Guarapari, com drogas, estava perdida", afirmou Lígia Vianna.

"O médico que está cuidando da jovem não me deixou ir à clínica. Eu conheço a mãe da autora porque encontrei um cachorro machucado uma vez e levei para ela cuidar. Achei o lugar muito bem cuidado. Agora precisamos saber o que fazer com a menina e depois entender as providências que tomaremos, mas é muito delicado. Tudo isso foi uma fatalidade com uma usuária de drogas e, infelizmente, as pessoas não querem saber o que aconteceu, só querem julgar", afirmou a advogada.

O QUE DIZ A PREFEITURA

Em nota, a Prefeitura de Vila Velha informou que a Secretaria de Meio Ambiente do município canela-verde resgatou os animais vivos e que a Secretaria de Serviços Urbanos recolheu os corpos dos animais mortos para procedimento sanitário. "Os quatro cachorros vivos foram encaminhados para uma clínica de tratamento que presta apoio a Secretaria de Meio Ambiente e, posteriormente, serão disponíveis para adoção".

CPI DOS MAUS TRATOS

A deputada estadual e presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) dos maus tratos, Janete de Sá (PMN), gravou um vídeo para as redes sociais condenando a postura da jovem que teria abandonado os animais no apartamento em Vila Velha. No registro, Janete agradece a Guarda Municipal pelo resgate dos cães e dos gatos e classifica o ato praticado como "cruel e de maldade". "Nós vamos pegar o material e encaminhar para a delegacia de Crimes Ambientais e para o Ministério Público", disse. 

A CPI dos Maus-Tratos informou, em nota, que os animais resgatados no caso do apartamento em Vila Velha, estão sob custódia da Prefeitura Municipal. "A CPI está fazendo o levantamento de informações do ocorrido, já que a ação foi da Guarda Municipal de VV, para que as medidas cabíveis sejam tomadas, e que os culpados não fiquem isentos de suas responsabilidades. A CPI vai acionar o Ministério Público Estadual, a OAB, o Conselho Regional de Medicina Veterinária e a delegacia de Meio Ambiente 'pra' fazer todo levantamento em conjunto. Os animais foram encaminhados a um hospital veterinário, passam bem e estão recebendo os devidos cuidados e não correm risco de vida. Em breve, mais informações". 

O CASO

O retrato do absurdo. Dessa forma pode ser resumida a cena encontrada na última sexta-feira (8), em um apartamento localizado no Centro de Vila Velha. Dentro do imóvel havia vários animais mortos, sendo cinco gatos e seis cachorros, e outros quatro cães maltratados, que estavam completamente abandonados há, pelo menos, duas semanas.

A descoberta do crime começou por volta das 16h20 da sexta-feira (8), quando moradores acionaram a Guarda Municipal, depois de estranharem o forte odor que vinha do local. O cheiro era tamanho que ultrapassou a barreira formada pelas duas portas de entrada trancadas e lacradas com fita adesiva nas extremidades.

Vídeos e fotografias feitas no apartamento revelam o cenário desolador: o chão estava repleto de fezes dos animais e restos de jornais molhados com a urina deles; os cestos de lixo estavam revirados e espalhados; as bacias que deveriam estar com água, totalmente secas. Sem contar os restos mortais.

Equipes da Secretaria do Meio Ambiente de Vila Velha também estiveram no local e constataram que todos os cachorros e gatos perderam a vida em decorrência da falta de água e de comida. Ainda de acordo com a inspetoria, os animais estariam mortos há 15 dias, no mínimo.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.