ASSINE

Jovem morre após ser cortado com caco de vidro durante briga na Serra

O corte atingiu uma artéria da perna da vítima, que perdeu muito sangue e não resistiu. Leonardo Rafael Gomes teria tentado defender a filha

Publicado em 20/09/2021 às 08h27
Atualizado em 20/09/2021 às 12h15
Leonardo Rafael Gomes, de 21 anos, morreu ferido por garrafa de vidro em briga
Leonardo Rafael Gomes, de 21 anos, morreu ferido por garrafa de vidro em briga. Crédito: Reprodução / TV Gazeta

Um homem de 21 anos morreu após ser atingido com golpes de garrafa em Praia de Carapebus, na Serra, na Grande Vitória.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima, Leonardo Rafael Gomes, ficou ferida após uma briga de família.

Leonardo teve um corte profundo na coxa direita ferida e a artéria femoral foi atingida.

Ele sangrou muito e morreu após dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Carapina, no mesmo município.

Os cacos de vidro também feriram a perna esquerda dele.

CONFUSÃO POR CAUSA DE MÚSICA

De acordo com uma vendedora de 53 anos que presenciou a briga, tudo começou porque uma adolescente de 15 anos, que está grávida de três meses é esposa do agressor e cunhada da vítima, não gostou de uma música que estava tocando na casa de Leonardo.

Revoltada, ela começou a agredir as pessoas e chamou o marido, que também agrediu todos que estavam no local.

No meio da confusão, a filha de Leonardo, uma menina de um ano e seis meses, foi atingida com um soco.

"Ela achou que a música era para provocá-la. Ele não merecia isso. Estava só estava defendo a filha. Não sei nem como eu não fui cortada. É uma tragédia", contou.

A esposa de Leonardo, uma adolescente de 17 anos que é irmã da adolescente de 15 anos que começou a confusão, disse que a irmã surtou por causa da letra da música.

Depois que a filha foi machucada, Leonardo chegou ao bairro e foi tirar satisfação com o cunhado.

"Ele caiu no chão, eu segurei a cabeça dele e ele disse que estava bem e depois ele desmaiou. Eu falei pra ele não ir, mas não teve jeito. Tentaram fazer os primeiros socorros, mas ele se foi e eu não sei o que vou falar pra minha filha. Eu falo que ele foi viajar porque ela era muito grudada nele. A única coisa que eu quero é justiça porque ele não merecia nisso", disse.

A adolescente o marido fugiram.

A Polícia Civil informou que o caso está sendo investigado pela da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Serra. "Até o momento nenhum suspeito foi detido e outras informações não serão repassadas para que a apuração dos fatos seja preservada", disse.

A PC informou ainda que o corpo da vítima foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para ser liberado para os familiares e para ser feito o exame cadavérico, que apontará a causa da morte. Quem tiver informações sobre o crime, pode enviar através do Disque-denúncia 181. 

"A Polícia Civil destaca que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima através do Disque-Denúncia 181, que também possui um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas", completou.

Com informações de Daniela Carla, da TV Gazeta

Atualização

20 de Setembro de 2021 às 12:10

Após a publicação da reportagem, a TV Gazeta foi ao local e apurou novas informações sobre a dinâmica do crime, que envolveu uma briga de família. O texto foi atualizado. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.