ASSINE

Homem some após levar moto em oficina e corpo é achado na Baía de Vitória

Willian Loureiro de Jesus, de 35 anos, estava desaparecido desde sexta-feira (26). Corpo foi encontrado na terça (2), perto do bairro Andorinhas. O laudo com a causa da morte ainda não foi liberado, mas a família acredita que ele pode ter sido vítima de latrocínio

Publicado em 04/03/2021 às 16h06
Willian Loureiro de Jesus, de 35, foi encontrado morto após sair para levar moto na oficina
Willian Loureiro de Jesus, de 35, foi encontrado morto depois de . Crédito: Reprodução / TV Gazeta

O corpo de um homem foi encontrado boiando dentro da Baía de Vitória no começo desta semana. Willian Loureiro de Jesus, de 35 anos, saiu de casa, no bairro Vila Nova de Colares, na Serra, na última sexta feira (26) para levar a moto em uma oficina, no bairro Jardim Limoeiro, no mesmo município, e desapareceu. Foram cinco dias de busca, até o corpo ser encontrado na última terça-feira (02).

A esposa de Willian contou que ele saiu de casa sem o celular. A família e os amigos passaram o final de semana realizando buscas, colocaram um anúncio nas redes sociais e chegaram a ir até o Departamento Médico Legal (DML), antes de receber a notícia da polícia de que o corpo havia sido encontrado.

"Infelizmente o celular ficou em casa. Está com defeito, só fica no carregador. Quando anoiteceu, eu comecei a me preocupar que ele não tinha aparecido e aí começou o desespero. Ficamos esperando a ligação de alguém, passou os dias e a aflição aumentava. Fizemos uma procura nos bairros, uma procura em Vitória, rodamos por tudo, decidimos passar no DML também e depois fomos para a polícia", recorda a esposa.

A esposa disse que só na última segunda-feira (01), a família e os amigos resolveram procurar a polícia para registrar um boletim de ocorrência. Foi só no dia seguinte, na terça-feira (02), que  recebeu uma ligação da polícia dizendo que o corpo de Willian havia sido encontrado.

O corpo estava boiando na Baia de Vitória, perto do bairro Andorinhas. O laudo com a causa da morte ainda não foi liberado, mas a família acredita que ele pode ter sido vítima de latrocínio — crime de roubo com morte.

 MOTO ANUNCIADA EM SITE

A moto de Willian, que ele havia dito à família que levaria em uma oficina, foi colocada à venda em uma rede social. O anúncio pedia R$ 4,5 mil pela motocicleta. A esposa de Willian viu o anúncio na internet antes mesmo de saber que o marido havia morrido. 

Moto de Willian foi anunciada em site de vendas
Moto de Willian foi anunciada em site de vendas. Crédito: Reprodução / TV Gazeta

"Mostra a placa da moto, mostra a moto direitinho. A gente entrou em choque e ficou sem saber como essa moto foi parar lá. Se ele foi assaltado, se foi roubado. A gente está sem saber o que realmente aconteceu", contou.

O anúncio foi retirado das redes sociais depois que um amigo de Willian entrou em contato com o anunciante. A família agora aguarda a liberação do corpo — que está em avançado estado de decomposição — junto ao Departamento Médico Legal (DML). 

O QUE DIZ A POLÍCIA

A polícia informou que Willian não tinha passagem pelo sistema prisional.  A Polícia Civil disse que o caso foi registrado inicialmente como encontro de cadáver e será investigado pela DHPP de Vitória, que aguarda o resultado dos exames para saber qual foi a causa da morte de William. O prazo é de 10 dias, podendo ser prorrogado por mais 10.

Com informações da TV Gazeta.

Dhpp Dml Polícia Civil Serra Vitória (ES) crime desaparecidos jardim limoeiro serra Baía de Vitória

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.