ASSINE

Homem sai atirando e mata mulher no meio da rua em Guarapari

A vítima Vanilda Correia Gomes, de 64 anos, morreu no local. Quando os policiais chegaram para atender a ocorrência, o suspeito ainda tentou efetuar disparos contra a viatura

Vitória
Publicado em 03/10/2021 às 19h43
Crime aconteceu em rua do bairro Ipiranga, em Guarapari, na tarde deste domingo (3)
Crime aconteceu em rua do bairro Ipiranga, em Guarapari, na tarde deste domingo (3). Crédito: Foto do internauta

A idosa Vanilda Correia Gomes, de 64 anos, foi assassinada na tarde deste domingo (3) quando passeava na calçada com seu cachorro na Rua Domingos Martins, no bairro Ipiranga, em Guarapari. Segundo a Polícia Militar, o suspeito do crime é o vigilante Marco Antônio Iraci, 50 anos

Os militares informaram que Marco Antônio saiu atirando a esmo pelas ruas do bairro, onde também mora. Antes de matar Vanilda, ele tentou matar a própria mãe e atirou contra um vizinho, mas os dois não foram atingidos.

De acordo com a PM,  mulher morreu no local. Quando os policiais chegaram para atender a ocorrência, o suspeito ainda tentou efetuar disparos contra a viatura. No entanto, a arma não tinha mais munição e o vigilante acabou sendo detido.

Vanilda Correia Gomes
Vanilda Correia Gomes. Crédito: Wagner Martins

A Polícia Civil informou que Marco Antônio foi autuado em flagrante pelos crimes de homicídio, tentativa de homicídio e resistência. Ele foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Guarapari.

"Na última sexta-feira (01), o mesmo homem havia sido conduzido à Delegacia Regional de Guarapari, por envolvimento em suposta tentativa de homicídio. No entanto, naquele momento não houve materialidade para autuação em flagrante do conduzido, que foi liberado. O caso seguirá sob investigação da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Guarapari", disse a Polícia Civil, por nota.

ADVOGADO DIZ QUE HOMEM ESTAVA EM SURTO

Para a reportagem da TV Gazeta, o advogado do suspeito afirmou que ele está em surto após uma situação que teria vivido nos últimos dias.

Ainda segundo o advogado Thiago Moura, que defende Marco Antônio, o suspeito atirou aleatoriamente e não conhecia a vítima.

Marco Antônio Iraci, de 50 anos, foi preso
Marco Antônio Iraci, de 50 anos, foi preso. Crédito: Wagner Martins

ESPOSA PEDIU MEDIDA PROTETIVA APÓS AMEAÇA

Na quinta-feira (30), ele teria ameaçado a esposa, com quem mora há 27 anos e tem um filho. Ela compareceu à Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) de Vila Velha e fez um pedido de medida protetiva de urgência. A solicitação foi encaminhada ao Poder Judiciário.

* Com informações de Naiara Arpini, da TV Gazeta

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.