ASSINE

Homem leva tiro durante assalto em Central Carapina, na Serra

Três pessoas cercaram e exigiram a bicicleta da vítima, que tentou fugir e foi baleada. Até o momento, ninguém foi preso

Publicado em 16/07/2021 às 09h11
Atualizado em 16/07/2021 às 10h17
Data: 19/11/2019 - ES - Vitória - Viaturas da Polícia Militar do ES - Editoria: Cidades - Foto: Fernando Madeira - GZ
Viaturas da Polícia Militar. Crédito: Fernando Madeira

Um pedreiro de 32 anos foi baleado em um assalto na Serra. O crime aconteceu no bairro Central Carapina, na noite desta quinta-feira (15). Após levar o tiro, o homem foi para um hospital no mesmo município. Nenhum suspeito foi preso.

De acordo com informações obtidas pela TV Gazeta, o homem disse que trabalhou durante o dia, em obras, e parou em um bar para beber e conversar com amigos. Depois, seguindo para casa de bicicleta, foi cercado por três jovens, sendo duas mulheres e um rapaz.

O trio exigiu que o homem entregasse a bicicleta, mas ele teria tentado sair mesmo assim. Uma das pessoas atirou e atingiu o braço do pedreiro.  A vítima foi para casa, mesmo baleada, e de lá ligou para a polícia. Depois seguiu para um hospital. Não há mais informações sobre o estado de saúde do homem. A Polícia Militar informou que fez buscas na região, mas não conseguiu prender os suspeitos.

O QUE DIZ A POLÍCIA MILITAR

A reportagem de A Gazeta procurou a Polícia Militar e a Polícia Civil para mais informações sobre o caso. Em nota, a Polícia Militar falou sobre a ocorrência, dizendo que o homem foi baleado próximo a uma igreja do bairro Central Carapina. Confira a resposta na íntegra:

"Nesta madrugada (16), policiais militares foram acionados para irem até o Hospital Jayme dos Santos Neves, pois havia dado entrada uma vítima de disparo de arma de fogo. Na emergência do hospital, a vítima relatou aos policiais que por volta das 20h, de quinta-feira (15), estava voltando de um bar, no bairro Jardim Carapina, de bicicleta, quando duas mulheres e um homem se aproximaram para assaltá-lo, próximo a uma igreja que fica na divisa com Central Carapina. A vítima disse que ouviu um disparo e após perceber que tinha sido baleado no braço, correu para casa para pedir socorro. Algumas horas depois foi por meios próprios para o hospital."

O QUE DIZ A POLÍCIA CIVIL

Também em nota, a Polícia Civil informou que o caso foi registrado como tentativa de latrocínio. "E seguirá sob investigação do Departamento Especializado de Investigações Criminais (Deic) e, até o momento, nenhum suspeito foi detido. Para que a apuração seja preservada, nenhuma outra informação será repassada", disse. 

A PC também pede para que a população colabore com informações através do Disque Denúncia 181.  "A PCES destaca que a população pode auxiliar na investigação por meio do telefone 181. O Disque-Denúncia é uma ferramenta segura, onde não é necessário se identificar para denunciar. Todas as informações recebidas são investigadas. As informações ao Disque-Denúncia ainda podem ser enviadas por meio do site, onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas", diz a nota. O site é o disquedenuncia181.es.gov.br.

Com informações de Daniela Carla, da TV Gazeta, e do G1/ES

Atualização

16 de Julho de 2021 às 10:17

Após a publicação da reportagem, a Polícia Militar e a Polícia Civil enviaram notas sobre o caso. O texto foi atualizado com as novas informações. 

A Gazeta integra o

Saiba mais

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.