ASSINE

Guarda de Vitória remove barricada em Andorinhas

Clima na região ficou mais tenso no mês de agosto, em que grupos criminosos rivais disputam o controle do tráfico no local. Barricada foi montada, segundo denúncia, para evitar acesso de adversários

Vitória / Rede Gazeta
Publicado em 29/08/2021 às 20h44
Guarda Municipal de Vitória desmonta barricada feita nos acessos ao bairro Andorinhas, em Vitória
Guarda Municipal de Vitória desmonta barricada feita nos acessos ao bairro Andorinhas, em Vitória. Crédito: Divulgação

A Guarda Municipal de Vitória e uma equipe da Central de Serviços da prefeitura da Capital removeu no início da noite deste domingo (29) uma barricada erguida no acesso para o bairro Andorinhas. A região tem vivido nos últimos dias uma guerra entre grupos criminosos rivais pelo controle do tráfico de drogas na área. A barricada foi montada por criminosos de Andorinhas, justamente para impedir o acesso e ataques de gangues rivais no bairro, de acordo com a Prefeitura de Vitória.

Os agentes encontraram a barreira na continuidade da avenida Leitão da Silva, próximo ao Cajun e à Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Izaura Marques da Silva. A escola, inclusive, foi atingida por disparos durante um dos três tiroteios registrados em Andorinhas no mês de agosto. Funcionários da Secretaria Central de Serviços fizeram o recolhimento da barricada, que foi montada com resto de madeira e entulhos. Não houve registro de confrontos neste domingo.

Durante a tarde, a Guarda Municipal realizou diversas ações na região da Grande São Pedro. As guarnições fizeram rondas e percorreram a Ilha das Caieiras, a praça Dom João Batista e o Parque da Fonte Grande, além das principais vias.

Marcaram presença nos pontos considerados críticos e com registros de conflitos para garantir a segurança dos moradores, como explica gerente de Proteção Comunitária da Guarda Civil Municipal de Vitória, Ramile Pereira. “Com nosso efetivo nas ruas, atuamos na prevenção de crimes, efetuamos a prisão de indivíduos em flagrante delito, portando armas ou drogas ilícitas que possam perturbar a paz e a tranquilidade”, afirmou.

À frente da Secretaria de Segurança Urbana de Vitória, Ícaro Ruginski afirmou, em entrevista para A Gazeta no último dia 25, que os tiroteios registrados recentemente na região de Andorinhas são consequência da "guerra do tráfico" travada na Capital — cuja maior parte do território é dominada, atualmente, por traficantes do Bairro da Penha. 

"Os traficantes do Bairro da Penha estão tentando tomar algumas áreas que eles ainda não controlam, e a principal delas é a de Andorinhas, onde diversos ataques têm sido feitos. Por outro lado, os criminosos de Andorinhas fazem ataques na região de Itararé", disse o secretário.

A Gazeta integra o

Saiba mais
Vitória (ES) Bairro Andorinhas guarda municipal

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.