> >
Dupla é presa por assalto a propriedade rural em Presidente Kennedy

Dupla é presa por assalto a propriedade rural em Presidente Kennedy

No dia 8 de abril, caseiros de propriedade foram rendidos e armas foram roubadas. Um dos suspeitos foi assassinado com um tiro no dia seguinte

Publicado em 10 de maio de 2023 às 19:12

Ícone - Tempo de Leitura 2min de leitura
Dupla é presa por assalto a propriedade rural em Presidente Kennedy
Além das prisões, armas foram apreendidas na operação . (Divulgação/ PM )

Dois homens, um de 23 e outro de 24 anos, suspeitos de envolvimento em um roubo a uma propriedade rural na localidade de Pedra Branca, em Presidente Kennedy, foram presos em uma ação conjunta nesta quarta-feira (10). O crime foi registrado no dia 8 de abril e um dos suspeitos foi assassinado com um tiro no dia seguinte.

No dia do fato, os criminosos chegaram à propriedade a bordo de um veículo, renderam os caseiros e roubaram diversos bens, incluindo uma pistola e uma espingarda. Na manhã seguinte, um dos ocupantes do veículo, identificado como Márcio Pereira Gomes, vulgo “Marcinho”, foi encontrado morto em uma estrada vicinal em Imburi, Marataízes.

Seis dias após o crime, no dia 14 de abril, um dos investigados foi preso em Marataízes com uma arma. Ele foi autuado em flagrante, mas liberado na audiência de custódia, após recolhimento de fiança. Com ele, os policiais recuperaram um relógio roubado na propriedade em Pedra Branca.

“Com os elementos colhidos, a delegacia de Presidente Kennedy representou pelas prisões temporárias dos suspeitos, que foram decretadas pela meritíssima juíza, após manifestação favorável do promotor de Justiça da cidade”, explicou o titular da unidade policial, delegado Thiago Viana.

Operação conjunta

As prisões fizeram parte da Operação White Stone, coordenada pela delegacia de Presidente Kennedy e reuniu equipes das delegacias de Itapemirim, Marataízes e Piúma, da 9ª Companhia Independente da Polícia Militar do Espírito Santo, Guarda Municipal e Central de Videomonitoramento de Itapemirim.

Os alvos das buscas foram em seis endereços, entre residências dos suspeitos, de familiares e de um amigo dos investigados. Na casa desse amigo, os policiais encontraram uma pistola sem registro, alterada com inclusão de um seletor de rajada. O suspeito foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito.

Nas casas dos investigados, os policiais recuperaram alguns bens e dinheiro. Todos os suspeitos foram levados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Marataízes. A investigação, segundo a Polícia Civil, segue em andamento, tanto para concluir a elucidação do roubo ocorrido em Pedra Branca quanto para verificar o envolvimento dos investigados em outros roubos similares praticados no sul do Estado.

Este vídeo pode te interessar

Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem

Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta

A Gazeta integra o

The Trust Project
Saiba mais