Corretor de imóveis é morto na porta de casa na Serra

Segundo a família, Jorge Vasconcelos, de 50 anos, era um profissional competente e esforçado, que denunciava irregularidades na categoria. Por isso, já foi ameaçado outras vezes, de acordo com os familiares

Publicado em 23/02/2021 às 08h16
O crime aconteceu em Serra Dourada
Jorge Vasconcelos foi assassinado na porta de casa. Crédito: Reprodução/ TV Gazeta

Um corretor de imóveis foi assassinado na porta de casa, no bairro Serra Dourada, na Serra, na noite desta segunda-feira (22). Jorge Vasconcelos, de 50 anos, estava chegando na residência quando foi surpreendido por criminosos que desceram de um carro e atiraram contra ele.

A família suspeita de crime de execução. A esposa da vítima, Alice Vasconcelos, contou que chegou a ver os suspeitos fugindo no veículos

"Ele (o Jorge) chegou com o carro. Parou com o carro em frente ao portão, abriu o portão e voltou para entrar no carro. E a gente só escutou os tiros, foram três a quatro tiros. Vi um veículo preto saindo correndo", contou Alice, emocionada, em entrevista à TV Gazeta.

Jorge era pai de três filhas e avô de dois netos, que ainda são bebês. "Não sei como vai ser com meus netos, que são bebês e muito apegados com o avô", desabafou a esposa dele.

Crime aconteceu em Serra Dourada
Esposa de Jorge Vasconcelos fala sobre assassinato do marido. Crédito: Reprodução/ TV Gazeta

Natural do Rio de Janeiro, Jorge se mudou para o Espírito Santo há 30 anos em busca de paz para criar as filhas. Segundo a família, ele era um profissional competente e esforçado, que denunciava irregularidades na categoria. Por isso, já foi ameaçado outras vezes, de acordo com os familiares.

"Já foi ameaçado porque combatia muito o exercício irregular da profissão nas redes sociais. Ele não aceitava coisas erradas e é um meio onde rola muita coisa errada: muito contrato mal feito, muita propina. Ele era muito estudioso, tinha muitos diplomas", lembra Alice.

O caso é investigado pela Polícia Civil. Ainda não há informações sobre o paradeiro e a prisão de suspeitos envolvidos com o crime em Serra Dourada. Com informações de Diony Silva, da TV Gazeta

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.