Condenado por homicídio é investigado por uso de dinheiro falso no ES

Inquérito da Polícia Federal apontou que morador de Vila Velha recebia notas falsificadas pelos Correios; ele está em liberdade condicional

Vitória
Publicado em 22/01/2021 às 15h47
Atualizado em 22/01/2021 às 15h47
Polícia Federal apreendeu dinheiro falso em abril do ano passado, com uma pessoa relacionada ao investigado. Crédito: Divulgação | Polícia Federal
Polícia Federal apreendeu dinheiro falso em abril do ano passado, com uma pessoa relacionada ao investigado. Crédito: Divulgação | Polícia Federal

Já condenado por um assassinato, um morador de Vila Velha foi alvo de um mandado de busca e apreensão nessa quinta-feira (21). O inquérito da Polícia Federal apontou que ele comprava dinheiro falso e recebia as cédulas pelos Correios, para depois usar no comércio da Grande Vitória.

Na casa do investigado, que fica no bairro Coqueiral de Itaparica, não foram encontradas notas falsificadas. Apenas o celular do suspeito foi apreendido e será submetido a um exame pericial para auxiliar nas investigações do crime, que tiveram início ainda em abril de 2020.

Polícia Federal

Por meio de nota

"No atual estágio da investigação não é possível estimar o valor que já teria sido usado no comércio da Grande Vitória e o prejuízo causado"

De acordo com a Polícia Federal, o dinheiro falso tinha origem em Minas Gerais e algumas notas chegaram a ser apreendidas no ano passado com uma pessoa ligada ao investigado. Na época, ela foi presa em flagrante. Já o morador de Vila Velha segue em liberdade condicional desde abril de 2018.

Sem dar detalhes sobre o homicídio, a PF informou apenas que o crime ocorreu em setembro de 2013 e que a sentença condenatória saiu em maio de 2015 em um processo que tramitou na Vara Criminal da Serra. Se condenado por uso de dinheiro falso, ele poderá pegar uma nova pena, que varia de três a 12 anos de prisão.

Se você notou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, clique no botão e nos avise, para que possamos corrigi-la o mais rápido possível

Para melhorar a sua navegação, A Gazeta utiliza cookies e tecnologias semelhantes como explicado em nossa Politica de Privacidade. Ao continuar navegando, você concorda com tais condições.

Bem-vindo

A Gazeta deseja enviar alertas sobre as principais notícias do Espírito Santo.